Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2146
Título: A campanha de educação de adolescentes e adultos no Brasil e no estado do Espírito Santo (1947-1963): um projeto civilizador
Autor(es): Costa, Deane Monteiro Vieira
Orientador: Araújo, Gilda Cardoso de
Data do documento: 28-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Analisa, numa perspectiva histórica, a primeirainiciativa governamental de educação de adolescentes e adultos nas áreas rurais e urbanas no Brasil e no Estado do Espírito Santo, promovida pelo Ministério da Educação e Saúde (MES), a partir de 1947. Intitulada de Campanha de Educação de Adolescentes e Adultos (CEAA), tratou-se de um marco importante no processo de constituição do campo teóricoprático da área de educação de jovens e adultos. Com esse propósito, estudaos documentos oficiais e as diversas produções didáticas elaboradas pelo Setor de Orientação Pedagógica da CEAA do Ministério da Educação e Saúde, que difundiam um projeto civilizador por meiodo discurso aglutinador de saneamento, pátria e educação. Considerando essa intenção de pesquisa, recorre ao conceito de processo civilizador de Norbert Elias para compreender o vínculo entre educação, saúde e civilização.Em sua obra O processo civilizador, Norbert Elias analisa o processo por meio do qual a sociedade ocidental vivenciou uma importante mudança de hábitos e comportamentos, a partir das alterações nas relações de interdependência entre os indivíduos e/ou grupos sociaise, portanto, nas relações de poder.Para essa análise, utiliza os textospara leitura “pós-escolar”distribuídos em todo o País, peloServiço de Educação de Adultos, destinados aos alunos matriculados nas classes da CEAA, que já tinham alcançado o domínio da leitura. Nessa figuração social, portanto, a luta contra o analfabetismo gerou processos de estigmatização e desonra grupal dos outros – os analfabetos. O lugar inferior foi declarado por meio da linguagem utilizada nos documentos oficiais da CEAA, que utilizou termos e apelidos pejorativos e depreciativos aplicados aos analfabetos, além do uso de indicadores da baixa expectativa em relação a eles, como se pode notar na escrita do livro Juca Fubá visita uma cidade.Além disso, também foi orientada pela CEAA em forma de conselhos a ampliação no universo da mulher brasileira, no exercício de novas funções, a partir da década de 1940, no livroMulheres exemplares. O livro indicou que os papéis propostos pela urbanização e industrialização não poderiam concorrer com o papel de exaltação da pátria – o de esposa e mãe de família. O papel civilizador do trabalho feminino destacado por esse texto “oficial” nos levou a um entendimento sobre a construção da imagem de “abnegada” dada à professora de Cachoeiro de Itapemirim, Zilma Coelho Pinto, que liderou o “combate” ao analfabetismo em sua região, no Estado do Espírito Santo. O reconhecimento estadual, nacional e internacional da professora Zilma se deu com acriação de uma entidade sem fins lucrativos, que tinha como objetivo primordial o fim do analfabetismo em seu município, aCampanha de Alfabetização e Assistência social de Cachoeiro de Itapemirim (CAASCI), queteve a concepção de educação semelhante a da CEAA,apresentada como a possibilidade de “redenção” do homem brasileiro. Os adolescentes, jovens e adultos atendidos por essa entidade foram considerados seres em desenvolvimento que podiam ser moldados para atender às demandas sociais, ou seja, para ocupar os lugares que lhes foram destinados pelo desenvolvimento natural da sociedade.Das reflexões efetuadas nesse estudo, destacamos que a proposição da alfabetização da CEAA foi parte integrante do curso civilizatório brasileiro já em andamento, que apresentou, desde o século XIX, a escolarização como uma referência civilizatória, nos seus limites de interdependência e das correlações das práticas localistas em desenvolvimento
This dissertation analyzes, through a historical perspective, the first governmental initiative started in 1947 and promoted by the Ministry of Education and Health in educating youngsters and adults in urban and rural areas of Brazil and in the state of Espírito Santo. Entitled Campanha de Educação de Adolescentes e Adultos (CEAA) – Educational Campaign of Youngsters and Adults – it was a milestone in the process of elaboration of both theoretical and practical grounds for the education of youngsters and adults. With this purpose, official documents and various didactic productions elaborated by the Pedagogic Orientation Sector of CEAA of the Ministry of Education and Health are studied. These organizations, with a peacemaking approach of sanitation, patriotism, and education, proposed a civilizing process. In his book, O processocivilizador (The civilizing process), Norbert Elias analyzes the process through which western society went habit and behavioral changes, which started in the alterations in the relationships of interdependence among individuals and social groups, and therefore, in the relationships of power. In his analysis, he uses “after-school” texts distributed throughout the country by the Serviço de Educação de Adultos (Adult Education Service), targeted to students matriculated in CEAA classes that had already mastered reading. In this social figuration, therefore, the struggle against illiteracy generated stigmatization and dishonor processes of the others – the illiterate. The inferior place was declared with the type of language used in the CEAA official documents which utilized pejorative and depreciative terms and nicknames applied to the illiterate, and also the use of indicators of low expectations towards them, fact that may be noticed in the language used in the book JucaFubávisitaumacidade. In addition to that, in the book Mulheresexemplares – Ideal women - the amplification of the role of women, taking over different social functions starting in the decade of 1940 was also oriented by CEAA.The book indicated that the roles proposed by urbanization and industrialization could not compete with the role of national pride – the role of wife and housewife. The civilizing role of the working women highlighted by this “official” text helped us construct the image of “abstained” attributed to the teacher of Cachoeiro de Itapemirim, Zilma Coelho Pinto, who led the “initiative/battle” to eradicate illiteracy in her region, in the state of Espírito Santo. Her state, national, and international recognition happened after the creation of a not-for-profit organization whose main objective was to eradicate illiteracy in her municipality, the Campanha de Alfabetizaçãoe Assistência Social de Cachoeiro de Itapemirim (CAASCI) – Campaign of Assistance and Literacy of Cachoeiro de Itapemirim –, and whose conception of education was similar to the one of CEAA, presented as the “redemption” of the Brazilian man. The teenagers, youngsters, and adults that attended this organization were seen as individuals in stage of development which could be shaped in to attend to the social demands, in other words, to occupy places that were attributed to them by the natural development of society. From the reflections raised in this study, we highlight that CEAA’s proposition of literacy played an integral role in the ongoing Brazilian civilizing process, which presented schooling since the XIX century as a civilizing reference, in its interdependence limits and of the local practice correlations in under development
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2146
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6001_DEANE MONTEIRO VIEIRA COSTA.pdf23.2 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.