Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2153
Título: A leitura literária em espaços não escolares e a universidade: diálogos possíveis para novas questões na formação de professores
Autor(es): SILVA, L. C. E.
Orientador: FOERSTE, E.
Palavras-chave: Leitura
Literatura
Formação de Professores
Linguagem
Data do documento: 19-Nov-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, L. C. E., A leitura literária em espaços não escolares e a universidade: diálogos possíveis para novas questões na formação de professores
Resumo: A pesquisa tem como objetivo o ensino de literatura na formação de professores, no que diz respeito às relações estabelecidas entre a Universidade e os espaços não escolares, a partir da crença no viés social da literatura e da leitura que não se configura apenas no interior do ambiente escolar, perpassando, pois, nossas relações e práticas sociais (BENJAMIN, 1996; FREIRE, 1987, 1996). Buscam-se responder questões como: é possível estabelecermos diálogos entre a literatura trabalhada na Universidade e a literatura vivida em espaços não escolares? Que professor de Literatura e Língua Portuguesa pretende-se formar nos cursos de graduação? Que mudanças poderiam ser realizadas nos estágios supervisionados de Letras-Português e Pedagogia a partir da inserção da leitura literária em projetos sociais que extrapolam o universo escolar? Para desenvolver esta pesquisa, utilizou-se como metodologia a pesquisa qualitativa, cujo foco centra-se na observação participante, com intervenção e com algumas particularidades da pesquisa-ação. Nossas ações investigativas aconteceram por meio de oficinas literárias com graduandos de Letras e Pedagogia, em espaços não formais de educação asilos, casas de passagem, casas de cultura e outros espaços que nos permitiram um movimento exotópico (BAKHTIN, 2000, 2010) a partir da articulação entre as diferenças advindas dessas práticas de leitura e as questões provocadoras de uma redefinição da profissionalidade docente (NÓVOA, 1992, 2002, 2009; ZEICHNER, 1997, 2000, 2008). Os resultados apontam para a reformulação dos estágios supervisionados devem estar pautadas em debates que promovam a integração do professor de Literatura em qualquer espaço social que permita seu movimento consciente e responsável de participação na cultura.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2153
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6241_LET%CDCIA QUEIROZ DE CARVALHO.pdf51.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.