Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2156
Título: Devires em Cor: movimentos de vida pintados em cenas cotidianas das escolas
Autor(es): Marco Antonio Oliva Gomes
Orientador: CARVALHO, J. M.
Palavras-chave: Cotidiano
Redes
Estética
Cartografia
Data do documento: 11-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Marco Antonio Oliva Gomes, Devires em Cor: movimentos de vida pintados em cenas cotidianas das escolas
Resumo: A pesquisa em questão problematizou processos educacionais vividos com os cotidianos de escolas públicas de ensino fundamental e médio da rede estadual do Espírito Santo localizadas no município de Vitória, assumindo o ensino de arte como potência para a invenção de outros sentidos de conhecimento e, em particular, de currículo escolar em suas relações com questões de sexualidade e gênero e raça e cultura e inclusão e... Assumiu a noção de conhecimento como redes de afectos, perceptos e conceptos tecidas nos diferentes espaçostempos das instituições pesquisadas, envolvendo relações de poder-saber e desejando, sempre que possível, ampliar as possibilidades de se viver a diferença na/da/com as vidas dos sujeitos que praticavam os cotidianos das referidas instituições. Considerou o currículo escolar em sua realização no plano da imanência, a partir dos usos feitos dos textos prescritos oficiais ao mesmo tempo em que problematizou a visão que o reduzia ao texto prescritivo, com seus programas e projetos instituídos. Valeu-se da cartografia como atitude de pesquisa para acompanhamento de processos que se singularizaram nas práticas pedagógicas, visando criar diferentes possibilidades de se relacionar com os acontecimentos, a partir do incentivo à uma postura ética pautada em uma estética da diferença. Buscou desconstruir uma dada forma padrão de escrita, rasurando alguns sentidos tradicionais do texto acadêmico e, ao mesmo tempo, valeu-se da possibilidade de fazer a linguagem da escola gaguejar. Ousou experimentar uma escrita aos fragmentos, poética e sensível na composição de diferentes platôs sem, com isso, perder o rigor acadêmico exigido para a realização de uma tese de doutorado. Buscou provocar a invenção de novos modos de se experimentar a pesquisa acadêmica, envolvendo-a em matizes de cores-sabores de nuanças ilimitadas, que oportunizaram trocas de sentidos-sentidos, potencializando uma estética da existência para uma vida bonita que pudesse provocar movimentos nas escolas de desconstrução de imagens-clichê e, assim, inventar outros mundos possíveis, mais plurais e belos...
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2156
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6271_Marco Antonio Oliva Gomes.pdf18.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.