Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2176
Título: Propostas curriculares para o ensino de estudos sociais : circulação e apropriações de representações de ensino de história e de aperfeiçoamento de professores (Espirito Santo, 1956-1976)
Autor(es): França, Aldaíres Souto
Orientador: Leite, Juçara Luzia
Data do documento: 13-Dez-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo problematiza as representações sobre o ensino de Estudos Sociais que circularam por meio de publicações pedagógicas e propostas curriculares, no estado do Espírito Santo durante o período entre 1956 a 1976. Defendemos que essas representações constituíram-se a partir de um processo histórico caracterizado por embates acerca de projetos de sociedade, educação, escola, ensino e professor, que resultaram em representações superpostas sobre o que, quando e como ensinar História e sobre o aperfeiçoamento de professores. Compreendemos que essas representações circularam como histórias conectadas e foram apropriadas pelas propostas curriculares de Estudos Sociais da década de 1970. Na análise, dialogamos com o pensamento de autores estadunidenses, como John U. Michaelis e Ralph C. Preston; de intelectuais que atuavam nas instituições brasileiras, como Delgado de Carvalho e João Roberto Moreira; com a produção didatizada presente nas escritas dos professores autores Maria Onolita Peixoto, Leny Werneck Dornelles e Therezinha Deusdará, James Braga Vieira da Fonseca e Lydinéa Gasman; bem como com a produção local de Liene de Freitas Lima e Maria Neila Geaquinto. Fizemos a opção pelas seguintes fontes: propostas curriculares, livros, manuais, guias e cadernos metodológicos, e pelo entrelaçamento com impressos oficiais – Diários, Relatórios, Leis, Decretos-Lei; e periódicos - a Revista de Estudos Pedagógicos e a Revista Capixaba. Para a análise dos dados, consideramos o esquema conceitual apresentado por Roger Chartier - circulação, representação, apropriação e práticas culturais. Outros conceitos foram basilares: o de intelectual (Jean-François Sirinelli); o de histórias conectadas de (Sanjay Subrahmanyan e Serge Gruzinski); e o de cultura escolar (Dominique Julia). Os resultados revelam que as representações de ensino de Estudos Sociais e de aperfeiçoamento de professor foram apropriadas nas propostas curriculares do estado do Espírito Santo e se constituíram a partir de movimentos de histórias conectadas, não como mera transposição de ideias importadas, mas como apropriações inventivas que foram legitimadas na cultura escolar por meio de políticas curriculares e políticas de aperfeiçoamento de professores. Assim, ao aperfeiçoar o professor pretendia-se aperfeiçoar a sociedade, a educação, a escola e o ensino
This study discusses the representations about Social Studies teaching that circulated through pedagogical publications and educational curriculum proposals in the state of Espírito Santo during the period from 1956 to 1976. We understand that these representations were formed from a historical process characterized by conflicts about society projects , education, school , teaching and teacher, which resulted in overlapping representations about what , when and how to teach History and about the development of teachers. It is understood that these representations circulated as connected stories and were appropriate by the curricular proposals of Social Studies in the 70s. In the analysis, we dialogue with thought of American authors such as John U. Michaelis and Ralph C. Preston; of intellectuals who worked in Brazilian institutions, as Delgado de Carvalho and João Roberto Moreira, with didactic production present in the writings of the teacher- authors Maria Onolita Peixoto, Leny Werneck Dornelles and Therezinha Deusdará , James Braga Vieira da Fonseca and Lydinéa Gasman; as well as the local production of Liene Lima de Freitas and Maria Neila Geaquinto. We chose to the following sources: curriculum proposals, books, manuals, guides and methodological notebooks, and by intertwining with official forms – Diaries, Reports, Laws, Ordinances, and journals - the Journal of Studies in Education and Espírito Santo Magazine . For the analysis data, we considered the conceptual scheme presented by Roger Chartier – circulation, representation, appropriation and cultural practices. Other concepts were cornerstones: the intellectual (Jean - François Sirinelli); the connected stories (Sanjay Subrahmanyan and Serge Gruzinski); and the school culture (Dominique Julia). The results reveal that the representations of Social Studies teaching and the teacher improving were appropriate on the curriculum proposals in the state of Espírito Santo and formed from movements of connected stories, not as mere transposition of imported ideas but as inventive appropriations that were legitimized in school culture through curriculum policies and political development of teachers. Thus, to improve the teacher intended to improve society, education, school and teaching
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2176
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7250_TEXTO COMPLETO TESE DA ALDAIRES SOUTO FRANÇA.pdf2.97 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.