Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2204
Título: Serão as altas habilidades/superdotação invisíveis?
Autor(es): CRUZ, C.
Orientador: VICTOR, S. L.
Palavras-chave: Altas Habilidades/Superdotação AH/SD
Data do documento: 30-Jun-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CRUZ, C., Serão as altas habilidades/superdotação invisíveis?
Resumo: A pesquisa objetivou analisar as concepções de altas habilidades/superdotação- AH/SD sob a ótica dos professores de educação especial que atuam na referida área por meio de suas narrativas, bem como, a imbricação dessas concepções na identificação de estudantes com indícios dessa condição. Para o desenvolvimento do trabalho, buscamos pela via da revisão bibliográfica contextualizar a temáticaAltas Habilidades/Superdotação. A pesquisa de cunho qualitativo foi conduzida sob a abordagem histórico-cultural, tendo o estudo de caso como proposta. Essas opções ancoram-se no nosso entendimento de que as AH/SD são condições construídas pela via da interação de fatores biológicos com as experiências mediadas com o/no mundo. Destacamos a utilização do grupo focal como técnica de coleta de dados para realização desta investigação. Os sujeitos envolvidos foram os dez professores de Educação Especial que atuavam no atendimento educacional especializado para AH/SD, nas salas de recursos, localizadas em municípios da Grande Vitória. A discussão do grupo focal foi analisada em dois momentos, quais sejam, as narrativas produzidas pelos professores que participaram da primeira reunião do grupo focal e depois incluindo os participantes da primeira e segunda reunião do grupo.Sendo assim, tivemos no primeiro encontro oito participantes e no segundo sete. A análise dos dados coletados em duas reuniões do grupo focal foi realizada à luz da perspectiva da Teoria da subjetividade de Gonzalez Rey (2005). A análise aponta a influência direta das percepções dos professores quanto às suas concepções de AH/SD em relação ao atendimento educacional especializado na área, bem como no processo de identificação que foi subjetivamente percebido nas discussões do grupo focal. Foi percebido que, pela não consistência teórica quanto à concepção das AH/SD, a identificação do aluno ou aluna com indícios dessa condição é confusa. A análise sugere a necessidade de um aprofundamento e consenso teórico acerca da área das Altas Habilidades/Superdotação AH/SD , como ponto principal para a visibilidade da temática.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2204
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7848_tesecarly2014.PDF8.84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.