Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2222
Título: Calcanhar de Aquiles : a avaliação do aluno com deficiência intelectual no contexto escolar
Autor(es): Aguiar, Ana Marta Bianchi de
Orientador: Jesus, Denise Meyrelles de
Palavras-chave: Avaliação
Deficiência intelectual
Data do documento: 12-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo teve como objetivo constituir espaços de reflexões com profissionais que atuam no Ensino Fundamental, problematizando os processos avaliativos vividos na escola com relação aos alunos identificados com deficiência intelectual, buscando constituir práticas pedagógicas inclusivas. Intentou, ainda, discorrer sobre esses processos para desvelar as possibilidades e desafios presentes na avaliação de identificação, de planejamento e de rendimento dos alunos com deficiência intelectual. Dialogou com as produções de pesquisadores que postulam a ideia de que o processo de inclusão escolar pressupõe acesso à escola, bem como a permanência e a garantia do direito de apropriação dos conhecimentos socialmente produzidos. Contou com as contribuições teóricas de Vigotski e de outros teóricos da perspectiva histórico-cultural, buscando trazer suas contribuições para o entendimento dos processos de escolarização na atualidade. Como aporte teórico-metodológico, apoiou-se nos pressupostos da pesquisa-ação colaborativo-crítica que advogam a possibilidade de, por meio da pesquisa, produzir conhecimento sobre a realidade social, promover mudanças nas situações desafiadoras e envolver os sujeitos pesquisados em processos de formação continuada em contexto. O processo de produção de dados se efetivou no período de março de 2012 a dezembro de 2013. Para o desenvolvimento do estudo, trabalhou-se com duas frentes correlacionadas: a primeira se deu na coleta de dados da pesquisa de caráter nacional que vinha sendo desenvolvida pelo Observatório Nacional de Educação Especial (Oneesp), envolvendo professores das Salas de Recursos Multifuncionais dos municípios de Vitória e Serra, ambos no Espírito Santo. A segunda frente aconteceu em uma escola de Ensino Fundamental pertencente à Rede Pública Municipal de Ensino de Serra/ES/ envolvendo professores, pedagogos, dirigentes escolares, alunos matriculados da 4ª à 8ª série do Ensino Fundamental. Essa vinculação inicial ao Oneesp se justifica em função de o tema avaliação se constituir um dos itens investigados pelo Observatório. Como resultados, a pesquisa aponta a necessidade de tornar o tema avaliação presente nos trabalhos desenvolvidos nas formações continuadas com profissionais da educação. Isso, especialmente, em função de esta investigação ter revelado a dificuldade dos professores em lidar com a avaliação para identificação, planejamento e avaliação do rendimento dos alunos. Observou-se desde a valorização dos laudos clínicos à avaliação classificatória no protagonismo da atividade pedagógica. Notou-se uma avaliação não relacionada com os modos de pensar a intervenção com os alunos da escola, principalmente com os alunos com deficiência intelectual. Esses fatores podem se configurar como elementos impeditivos para que os alunos obtenham sucesso em sua jornada educacional. Em contrapartida, esse tema pode ser utilizado para subsidiar a formação continuada. O estudo aponta que, por meio de atitudes colaborativas e críticas, entre os profissionais da escola, foi possível articular ações que garantam o direito de aprender do aluno com deficiência intelectual na escola de ensino comum.
This study aims at building spaces for reflection with elementary school professionals by questioning the assessment processes experienced in the schools regarding students with intellectual disabilities and by developing inclusive pedagogical practices. It also aims at discussing these processes in order to identify the possibilities and challenges present during the identification, planning and production process of students with intellectual disabilities. The study discusses productions by researchers who advocate the idea that the school inclusion process implies access to school, as well as permanence and the right to acquire knowledge that is socially produced. It supported by theoretical contributions by Vygotsky and other theoreticians of the cultural historical perspective in order to try to understand the current schooling processes. Collaborative critical action research was adopted as theoretical-methodological framework, which maintains that, through scientific research, one can produce knowledge about social reality, promote changes in challenging situations, and involve study individuals into continuing education processes. The data collection process took place between March 2012 and December 2013. In order to carry out the study, two correlated fronts were adopted: The first one borrows from the ongoing national investigation carried out by the Brazilian Observatory on Special Education (ONEESP), involving teachers of Multifunctional Resource Classrooms in the Cities of Vitoria and Serra, both in the State of Espírito Santo, Brazil. The second front was in a public municipal primary school in Serra, ES, involving teachers, pedagogues, principals, and 4th to 8th grade students. This initial link to ONEESP is justified by the fact that assessment is one of the themes investigated by the Observatory. The results show the need of making the issue assessment more present in continuing education for school professionals. This is clear mainly because this investigation has shown teachers’ difficulty to cope with assessment to identify, plan and evaluate students’ production. The study noticed the valorization of clinical reports and the categorizing evaluation of pedagogical activity. It also identified assessment that is not related to ways to think of intervention with students, especially those with intellectual disabilities. These factors can represent impeditive elements for students to succeed in their educational journey. On the other hand, this theme can be used to support continuing education strategies. The study shows that through collaborative and critical action among school professionals it was possible to develop strategies to grant students with intellectual disabilities the right to learn in a regular school.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2222
Aparece nas coleções:PPGE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8549_TESE revisada 03-07.pdf1.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.