Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2257
Título: Juventude, violência simbólica e corpo : desvelando relações de poder no cotidiano escolar
Autor(es): Cerqueira, Fabíola dos Santos
Orientador: Camacho, Luiza Mitiko Yshiguro
Palavras-chave: Violência simbólica
Corpo
Data do documento: 24-Mai-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho objetiva investigar as relações entre juventude, padrão do corpo perfeito e violência simbólica no ambiente escolar, relações que merecem atenção, principalmente se forem levados em consideração os constantes esforços da mídia em reforçar os modelos de corpo perfeito, excluindo todos os que fogem à fôrma. Privilegia a discussão do corpo na perspectiva da cultura, numa abordagem antropológica, visando a perceber a relação desse corpo com os processos de sociabilidade juvenil, no ambiente escolar, sobretudo sua relação com a manifestação da violência. Toma como sujeitos da pesquisa jovens alunos(as) das três séries do Ensino Médio Básico, de uma escola da Rede Pública Estadual da cidade de Vitória/ES. Adota um estudo de caso do tipo etnográfico, combinando as seguintes técnicas para coleta dos dados: aplicação de questionário, observação, registro minucioso em diário de campo, grupos focais e entrevistas individuais semiestruturadas. Observa que jovens são cotidianamente discriminados(as), ridicularizados(as) e rejeitados(as), sobretudo pelos(as) próprios(as) colegas, por não se encaixarem nos padrões de corpo perfeito. Constata que esse processo de discriminação é reforçado pela escola e pelos(as) profissionais que lá estão quando negligenciam tal conduta, quando não problematizam ou mesmo quando não dão o atendimento adequado aos sujeitos vítimas de tais exclusões, permitindo que atitudes dessa natureza se repitam continuadamente. Constata ainda que as estratégias utilizadas por esses(as) jovens são bem variadas: há os(as) que se isolam na tentativa de se tornarem invisíveis aos olhos alheios, os(as) que agridem, os(as) que levam na brincadeira e há também quem não aguente a pressão e prefira abandonar a escola. Dialoga com os(as) seguintes autores(as): José Machado Pais, Mario Margulis, Luiza Mitiko Yshiguro Camacho, Juarez Dayrell, Pierre Bourdieu, Marilena Chaui, Michel Foucault, Claude Fischer, José Carlos Rodrigues, Everardo Rocha, entre outros(as).
This work aims to investigate the relations among youth, perfect body and symbolic violence in the school environment, relationship that deserve attention, especially if taken into consideration the efforts constant of the midia in to reinforce of “perfect body”, excluding all fleening “baking tin”. Privilegers the quarrel of the body in the perspective of culture, approach antropol, aiming to realize concerning of this body with the processes of youth sociability, in the school environment, especially with the obvious of the violence. As research subjects younger students of the Basic Education Grades of the Public School City State of Vitória/ES. It adopts a study case of type ethnographic combining the following technique for collecting data: application of questionnaire, observation, minute record in the daily field, groups semistructured individual interviews and focus. Notes that youngs the daily discriminated against, ridiculed and rejected, mainly by selves colleagues, because don’t have perfect body. Contained that this process of discrimination is to adopt by school and your professionals that there are when overlook such conduct, when don´t problematize or even when don’t adequate services to individuals of child victims of such exclusion, allowing such attitudes be repeated continuously . Further finds that strategies used by these young are varied: there were who isolate themselves in an attempt to become invisible in the eyes of others, who lead in the game and there was too who hold the press and prefer to leave school. Converses with the following authors: José Machado Pais, Mario Margulis, Luiza Mitiko Yshiguro Camacho, Juarez Dayrell, Pierre Bourdieu, Marilena Chaui, Michel Foucault, Claude Fischer, José Carlos Rodrigues, Everardo Rocha, among others.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2257
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4058_FABIOLA DOS SANTOS CERQUEIRA20130506-131033.pdf963.98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.