Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2270
Título: Experiências Literárias: diálogos com uma escola da rede municipal de Vila Velha
Autor(es): Moreira, Rachel Curto Machado
Orientador: Foerste, Erineu
Palavras-chave: Práticas educativas de leitura literária
Data do documento: 2-Dez-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta investigação analisa práticas com leituras literárias que reproduzem o modelo marcado pela racionalidade técnica, levantando questões acerca das potencialidades e dificuldades da leitura literária na escola e problematiza os diversos tipos de práticas de leitura literária realizados na sala de aula e na biblioteca escolar. Investiga ainda dimensões teóricas e práticas do processo, discutindo a experiência estética com textos literários na biblioteca escolar e em outros espaços-tempos e analisa o tratamento dado à prática de leitura pelos professores que atuam em escolas públicas. Procura, além disso, estudar as possíveis relações entre formação acadêmica e dificuldades encontradas por educadores no trabalho com textos literários. Para concretizar tais investigações, adotou-se como metodologia a pesquisa-ação na perspectiva crítico-colaborativa, utilizando-se gravação em áudio, fotografias, levantamento dos programas e projetos de leitura literária em nível nacional e estadual, diário de campo e entrevistas estruturadas, semi-estruturadas e abertas. A coleta de dados se deu através de gravação em áudio, fotografias, levantamento dos programas e projetos de leitura literária em nível nacional e estadual, diário de campo e entrevistas estruturadas, semi-estruturadas e abertas, ocorrendo basicamente em três espaços: em uma escola básica pública da periferia do município de Vila Velha, região metropolitana de Vitória ES; na biblioteca escolar, anexa à referida escola, e no entorno do Convento da Penha (ladeira, pátio e pracinha). A pesquisa permite afirmar que a parceria colaborativa constitui-se uma alternativa de formação continuada de professores em que discussões e debates sobre as experiências com leitura literária, geram momentos de reflexão e ressignificação das práticas pedagógicas. Fortalece também a premissa de que a literatura possui dimensão humanizadora, libertária, que é revelada a partir do encontro dialógico entre leitor e texto literário. Encontro esse que conduz o leitor ao conhecimento de diversas culturas em seus aspectos sociais e históricos, à liberação do imaginário, ao diálogo com diferentes textos e linguagens, bem como a momentos de experiência estética.
This research analyses practices with literary readings that reproduce the model marked by technical rationality, raising questions about the potentialities and difficulties of literary reading in school and discusses the various types of literary reading practices conducted in the classroom and school library. It investigates theoretical and practical dimensions of the process, discussing the aesthetic experience with literary texts in the school library and other space-times and analyses the treatment given to the practice of reading by teachers who work in public schools. It also searches to study the possible relations between academic and difficulties found by educators in working with literary texts. To make true these investigations, we adopted the methodology of the action research in the perspective on critical-collaborative. The data collection was through audio recordings, photographs, surveys of literary reading programs at national and state levels, logs, structured, semi-structured and open interviews occurring primarily in three áreas: in an elementary public school from the outskirts of the city of Vila Velha, in a metropolitan region of Vitória-ES, in their school library, and around the ―Convento da Penha‖ (slope, patio and square). The research allows to claim that the collaborative partnership constitutes in an alternative for continuous teachers training where discussions and debates about the experiences with literary reading generates moments of reflection and re-meaning of pedagogical practices. Another issue observed in the research is that alternative spaces can be used as alternatives to encourage the reading, to develop in students a love for reading literature. And yet, it strengthens the premise that literature has a humanizing dimension, manifested from the dialogic encounter between reader and literary text. Not any meeting, but that meeting that would bring the reader to release the imagination, to experience aesthetic experiences, to learn about different cultures in their historical and social aspects, to dialogue with different texts and languages, as well as working the subjectivity, the ability of fruition and textual interpretation.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2270
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4791_RACHEL CURTO MACHADO MOREIRA.pdf2.03 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.