Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2285
Título: Práticas de produção de textos escritos no ensino técnico integrado ao médio
Autor(es): Milanezi, Cynthia Nunes
Orientador: Gontijo, Cláudia Maria Mendes
Palavras-chave: Práticas de produção de textos
Data do documento: 26-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este trabalho é parte dos estudos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa Alfabetização, Leitura e Escrita, vinculado à linha de pesquisa Educação e Linguagens, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Espírito Santo. Teve por objetivo analisar as práticas de produção de textos escritos numa turma de 2º ano do Ensino Técnico Integrado ao Médio a partir das propostas da professora e das respostas dos alunos a essas propostas. Para isso, adota o estudo de caso qualitativo, utilizando, como métodos e técnicas de coleta e produção de dados, a análise de documentos, a observação participante, entrevistas, gravações em áudio e captação de imagens por meio de câmera fotográfica digital e câmera filmadora. Os dados foram analisados à luz dos postulados de Bakhtin (2003, 2006) sobre texto e linguagem, das condições apontadas por Geraldi (2003, 2006) para que haja uma efetiva produção de textos e das considerações de Charaudeau (2010) sobre os modos de organização do discurso. No movimento de análise, busca investigar as condições de produção, bem como analisar as propostas apresentadas aos alunos e os enunciados por eles produzidos. Constata que o trabalho da professora se baseava na noção de tipos textuais ou em modos de organização do discurso, os quais eram escolhidos em virtude das finalidades do curso técnico. Conclui que, apesar de os sujeitos estarem diante de propostas que impunham limitações ao dizer, conseguiram se colocar efetivamente como autores de seus textos, responsabilizando-se pelos seus dizeres. Observa também que essas atividades proporcionaram aos alunos um espaço para que pudessem emergir opiniões, sentimentos, desabafos e até denúncias. Assim como os estudos de Geraldi (2003), esta pesquisa reconhece que a produção de textos pode fazer parte de um ensino de conhecimento e produção e não de reconhecimento e reprodução. Portanto, é necessário que as práticas estejam relacionadas com as vidas dos sujeitos, para que o trabalho com textos, e com a língua de uma forma geral, se torne mais produtivo e significativo para professores e alunos.
This paper is part of the studies developed by the research group Literacy, Reading and Writing, linked to the research branch Education and Languages, of the PostGraduation course of Education of the Federal University of Espírito Santo. This work is aimed at analyzing the practices of written text production in a second year group of High School integrated to the Technical teaching, from the proposals of the teacher and the student’s answers to these proposals. In order to accomplish this objective, we adopted the qualitative case study, using as methods and techniques of data collecting and production the document analysis, the participative observation, interviews, audio recording, digital camera pictures and camcorder. The data was analyzed based on Bakthin (2003, 2006) tenets on text and language, on the conditions outlined by Geraldi (2003, 2006) for as effective text production, and the considerations of Charaudeau (2010) on ways of organizing the discourse. During the analysis, the research tries to investigate the conditions of text production, as well as analyze the proposals presented to the students and the texts produced by them. This research noted that the teacher’s work was based on the notion of types or modes of textual organization of discourse, which were chosen because of the purpose of the technical course. It concludes that, although the individuals faced proposals which imposed speech restrictions, they effectively could be placed as authors of their texts, responsible for their sayings. It also noted that these activities give students a space for emerging opinions, feelings, outbursts and even complaints. As the studies of Geraldi (2003), this research recognizes that text production can be part of a learning process of knowledge and production, not of recognition and reproduction. Therefore, it is necessary that the practices are related to the individual’s lives, to make the work with texts, and with the language in general, more productive and meaningful for teachers and students.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2285
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5330_CYNTHIA NUNES MILANEZI.pdf14.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.