Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2291
Título: A institucionalização da geografia escolar e sua espacialidade nos oitocentos (1843-1889) na Província Capixaba
Autor(es): Oliveira, Mizael Fernandes de
Orientador: Leite, Juçara Luzia
Data do documento: 9-Dez-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: No presente trabalho, investigamos o processo de institucionalização e a espacialidade da Geografia escolar na Província do Espírito Santo nos oitocentos. Analisamos a sua importância e a oferta nas instituições de ensino, bem como os materiais de estudo desta disciplina para compreender que Geografia era aquela. As principais fontes que utilizamos nesta pesquisa foram leis, regulamentos, relatórios de presidentes da Província; relatórios de inspetores da Instrução Pública; fundos de governadoria; obras referentes à história do ensino de Geografia no Brasil e no Espírito Santo; e o livro Lições de Geografia escrito pelo Abade Gaultier, primeiro livro didático de Geografia utilizado na história da província do Espírito Santo. O recorte temporal desta pesquisa medeia entre 1843 ? marco da história da Geografia escolar no Espírito Santo com a inserção, no Liceu de Vitória, da Geografia escolar como disciplina autônoma ? e 1889, último ano do Império. Nesse período, verificamos que a Geografia se estruturou como disciplina específica do Ensino Secundário não sendo, entretanto ofertada na instrução primária.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2291
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5619_MIZAEL.pdf2.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.