Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2297
Título: Educação especial e currículo escolar : possibilidades nas práticas pedagógicas cotidianas
Autor(es): Effgen, Ariadna Pereira Siqueira
Orientador: Jesus, Denise Meyrelles de
Data do documento: 21-Nov-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo busca investigar as possibilidades de articulação entre o currículo escolar e a escolarização de alunos com deficiência e transtornos globais do desenvolvimento em processos de inclusão escolar nos anos iniciais do ensino fundamental. Para tanto, utiliza três frentes de trabalho, não lineares, que se complementaram, ou seja, observação do cotidiano escolar, instituição de espaçostempos de formação continuada e instituição de ações colaborativas para implementação de práticas pedagógicas para acesso ao currículo comum. O estudo foi desenvolvido em uma turma de 4ª série do ensino fundamental, envolvendo a professora regente, duas professoras de Educação Especial em atuação na sala de recursos multifuncionais e os professores de Artes, Educação Física e Ensino Religioso, além do corpo discente, ganhando destaque dois sujeitos-foco, uma estudante com síndrome de Down e outro com deficiência física e em processo de diagnóstico para deficiência intelectual. Como aporte metodológico, adota a pesquisa-ação colaborativo-crítica e, como instrumentos de coleta de dados, a observação, registrada em diário de campo, e a realização de entrevistas semiestruturadas. No que tange à pesquisa-ação, assume a abordagem da pesquisa-formação. Como forma de fundamentar as questões que emergiram do processo de investigação, busca interlocuções possíveis com as produções de Sacristán, Meirieu e Nóvoa, além das teorizações de pesquisadores da área da Educação Especial. Como resultados, entende a formação continuada como uma ação que, se satisfeita, pode apontar novas possibilidades de trabalho pedagógico com os alunos indicados à Educação Especial na escola de ensino comum, pistas para se garantir acesso ao currículo comum a esses estudantes, pela via da implementação de práticas pedagógicas inclusivas e reflexões sobre a articulação do atendimento educacional especializado com a sala de aula de ensino comum. Nessa perspectiva, é indispensável que a escola, pela via da formação continuada, compreenda a complexidade em que o atendimento educacional especializado está inserido bem como os desafios que são colocados à escola na tarefa de ensinar todos os alunos. O processo vivido por meio de práticas pedagógicas diferenciadas mostrou que todos os alunos podem ter acesso ao conhecimento, ou seja, ao currículo comum, se as práticas pedagógicas forem pensadas considerando o currículo vivido como potencializador de novas ações e de táticas. Isso ocorreu pela via de um projeto educativo como possibilidade de aprendizagem de todos os alunos. Assim, o estudo aponta para a necessidade de instituição do currículo escolar em interface com as necessidades de aprendizagem trazidas pelos alunos para o âmbito escolar, a assunção da pessoa com deficiência como um sujeito que aprende, a articulação dos trabalhos desencadeados em sala de aula em diálogo com o apoio especializado, a incorporação dos trabalhos da Educação Especial na proposta pedagógica da escola e de investimentos na formação dos educadores, para que eles tenham melhores condições de lidar com a diferença humana em sala de aula
This study aims at investigating the possible interaction between school curriculum and education of students with disabilities and global developmental disorders who are going through school inclusion processes at the early years of elementary school. For this purpose, the study adopts three non-linear approaches that complement one another: observation of school routines; institution of continuing education space time; institution of collaborative actions to implement pedagogical practices for accessing the regular curriculum. The study was carried out at the 4th grade, involving the main teacher; two special education teachers in the multi-purpose resource room; the art, physical education and religion teachers; and the students, mainly two focus-subjects: a girl with Down syndrome and a boy with physical disability and undergoing a process of diagnosis for intellectual disability. It adopts collaborative critical action research as methodology, and observation — recorded on a field journal — and semistructured interviews as data collection instruments. As far as action research is concerned, it employs the research-formation approach. In order to support the questions deriving from the investigation process, it resorts to the works by Sacristán, Meirieu and Nóvoa, as well as theories formulated by special education researchers. The results show continuing education as an action that, if performed, can point at different pedagogical possibilities for special education students at regular schools and at clues for granting these students access to regular curriculum by implementing inclusive pedagogical practices and reflecting on the interaction between special education services and regular school classrooms. From this perspective, it is essential that the school — through continuing education — understand how complex special education services are and the challenges they pose to schools attempting to teach all the students. The process experienced through different pedagogical practices showed that every student can be granted access to knowledge, that is, to regular curriculum, if pedagogical practices focus on a curriculum intended for promoting new actions and tactics. This took place through an educational project aiming at teaching all the students. Thus, this study points at the necessity of implementing a school curriculum that meets the learning needs brought by students; of understanding the person with disabilities as someone who learns; of linking classroom work with a specialized support; of incorporating special education tasks into the pedagogical proposal of the school; and of investing on teacher qualification so that they are more able to deal with human differences in the classroom .
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2297
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5671_.pdf1.57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.