Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2324
Título: Os olhares das crianças sobre a cidade de Vitória/ES : a escola como um ponto de partida
Autor(es): Teixeira, Ana Moscon de Assis Pimentel
Orientador: Araújo, Vânia Carvalho de
Palavras-chave: Culturas infantis
Cidade
Children cultures
Cities
Data do documento: 26-Set-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo teve como objetivo investigar as experiências realizadas pelas crianças moradoras do bairro São Benedito, em suas relacionalidades com e nos espaços sociais da cidade de Vitória- ES. Considerou-se a escola como um ponto de partida e de análise da conjuntura da cidade. A metodologia adotada foi de natureza qualitativa e tomou como base a cartografia, o que possibilitou acompanhar processos de subjetivação e criação de sociabilidades produzidas entre e com as crianças. Como referencial teórico utilizamos autores que defendem uma concepção de criança como autoras, sujeitos históricos, sociais, pertencentes a um espaço geográfico, capazes de se apropriar e de recriar culturas. Faz um diálogo ainda, com autores que problematizam a organização e as relações que se constituem nos espaços urbanos na contemporaneidade. Como resultado aponta algumas análises, destacando que a cidade de Vitória, apesar de sua pequena extensão geográfica, guarda muitas diferenciações em seus usos e apropriações pelas crianças das distintas classes sociais. Apesar dos olhares das crianças de São Benedito ter um amplo alcance sobre Vitória, os espaços de lazer da cidade são pouco acessíveis a elas. A escola exerce um papel importante na vida das crianças, contudo, sua forma de organização impõe modos de silenciamentos e negação das culturas infantis, que limita as possibilidades de reinvenção e participação. Nesse sentido, as crianças reivindicam espaços de encontros, de descobertas, de manifestação da liberdade, espaços que promovam outros modos de convivência, que crie ligames e oportunidades de expressarem os seus sonhos e suas peculiaridades, tanto na escola, quanto no bairro e na cidade. Assim, os seus desejos e anseios sinalizam a importância de se potencializar uma escola e uma cidade que tenha condição de contribuir para que elas se reconheçam neste espaço tempo histórico, social, geográfico, e, possam, dessa maneira, encontrar um lugar para si e se comprometer com o bem comum. Bairro, cidade, escola e infância, eis uma tessitura que precisa se constituir na dinâmica da cidade, de forma a dar visibilidade às crianças e suas culturas.
This study had the objective of investigating experiences with children from the neighborhood of São Benedito, which were related to their relationship with and in the social spaces in Vitoria, ES. The school was considered the starting point for the analysis of the conjuncture of the city. The methodology was qualitative and took the cartography as basis, which made possible to follow the processes of subjectivation and creation of sociability produced between and with the children. The theoretical references were authors who defend a conception of children seen as authors, historical and social subjects who belong to a geographic space, and who are able to appropriate and recreate culture. There is also a dialogue with authors that problematize the organization and the relations that are formed in the urban spaces of the contemporaneity. As a result, the study points to some analysis, highlighting that the city of Vitoria, in spite of its small geographic extension, shows great differentiation in use and appropriation by children from different social classes. Although the children from São Benedito have a broad view over Vitoria, the leisure sites are not very accessible to them. The school has an important role in their lives; however, the way it is organized imposes silence and denial of the children’s culture, which limits the possibilities for re-invention and participation. Thus, the children claim for spaces for meetings, discoveries, manifestation of freedom, and spaces that can promote other ways of sociability able to create bonds and opportunities for them to express their dreams and peculiarities, not only in the school, but also in their neighborhood and city. Thus, their desires and aspirations indicate the importance of potencializing a school and a city that have the condition to contribute so that the children can recognize themselves inside this historic, geographic, and social space in such way that they become capable of finding a place to belong and commit to the continuity of the world. Neighborhood, city, school and childhood, here is a structure that needs to be constructed inside the dynamics of the city, in order to give visibility to children and their cultures.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2324
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6243_ANA MOSCON.pdf3.44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.