Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2341
Título: Por uma genealogia em que a educação ambiental é potência na formação dos membros de comitês de bacias hidrográficas
Autor(es): Rabelo, Denise Lima
Orientador: Ferreira, Martha Tristão
Palavras-chave: Comitê de Bacia Hidrográfica
Formação
Genealogia
Data do documento: 18-Nov-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Cabe aos comitês de bacias hidrográficas, conforme disposto nas Políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos, a gestão dos recursos hídricos na área de abrangência da bacia. Para tanto, a Lei definiu também os principais instrumentos necessários à materialização dessa gestão, a saber: os planos de recursos hídricos, o enquadramento, a cobrança, a outorga e o sistema de informações. Formado por igual número de representantes dos segmentos da sociedade civil organizada, poder executivo e usuários, o comitê é eleito para um mandato que pode variar de dois a quatro anos no estado do Espírito Santo, e atua num ambiente de grande complexidade, uma vez que os instrumentos não estão consolidados. O comitê, enquanto uma comunidade necessita de que saberes para dar conta dessa gestão? Que saberes seus membros trazem para esse espaço de gestão compartilhada e participativa? A pesquisa realizada com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Guandu, por meio da participação na dinâmica do comitê, de uma conversa com seus membros e da análise documental, procurou a composição de um mapa, em que a cartografia considera o devir e o tempo presente, num platô de pura imanência. A partir de uma compreensão do conhecimento como genealogia, conforme proposto por Foucault, se sugere o acoplamento dos conhecimentos eruditos e das memórias locais, acoplamento que permite a constituição de um saber de lutas e a utilização desse saber nas táticas atuais. Desta forma, a Educação Ambiental é potência para a formação desse parlamento das águas, uma vez que defende a valorização dos saberes locais, descontínuos, desqualificados, não legitimados, como saberes tão legítimos e em construção quanto o saber científico, conforme aponta Tristão.
It is the water sheds committees' duty, as defined in the National and State Water Resources Policy, the management of water resources in the sheds' coverage area. For so, the Law also stated the main necessary instruments to the materialization of that management, that being: the water resources' plans, the framework, the charging, the permit and the informations system. Formed by equal number of representatives of the organized civil society, executive power and users, the committee is elected for one mandate that can vary to two or four years in Espírito Santo's State, and it acts in a highly complex environment, once the instruments are not consolidated. What knowledge does the committee, as a community, need in order to handle that management? What knowledge do its members bring to that shared and participative management? The research made with the Watershed Committee of Rio Guandu, through a dynamic participation of the committee, a conversation with its members and the documental analysis, sought the composition of a map, in which the cartography takes the future and the present time into account, essentially. From an understanding of knowledge as genealogy, as suggested by Foucault, it suggests "the coupling of scholar knowledge and local memories, coupling that allows the constitution of a knowledge of fights and the utilization of that knowledge in current tactics." In that manner, Environmental Education is the power to this "water parliament's" formation, once it defends "the appreciation of local knowledge, uncontinuous, disqualified, unlegitimate, as legitimate knowledge - and in development - as the scientifical knowledge", as Tristão points out.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2341
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6397_DENISE LIMA RABELO.pdf6.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.