Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2349
Título: Professores com deficiência no município de Vitória: vidas que compõem histórias
Autor(es): SANTOS, C. R.
Orientador: DRAGO, R.
Palavras-chave: Professores com deficiência
História de vida
Data do documento: 4-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, C. R., Professores com deficiência no município de Vitória: vidas que compõem histórias
Resumo: O presente trabalho trata da trajetória de vida de profissionais com deficiência do Magistério, atuantes na Rede Municipal de Ensino de Vitória. Para tal, recorreu-se à opção metodológica de história de vida, caracterizada pela preocupação com o vínculo entre pesquisador e entrevistado. Entendemos que o pesquisador que trabalha com este tipo de metodologia, ao fazer com que as pessoas confiem nas lembranças e interpretações particulares do passado, em sua capacidade de colaborar para escrever a história, possibilita que os entrevistados com deficiência, com frequência ignorados e economicamente fragilizados, adquiram dignidade e sentido de finalidade ao rememorar a própria vida e fornecer informações valiosas. Partindo do princípio de que a abordagem metodológica de história de vida permite compreender a dinâmica das relações que o indivíduo estabelece ao longo de sua história, o método é igualmente compatível ao perfil dessa investigação. A pesquisa é de caráter qualitativo e a coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas biográficas semi-estruturadas. Foram localizados treze profissionais com deficiência, porém quatro deles se constituíram sujeitos desta pesquisa. Destes quatro, dois possuem deficiência física e dois são cegos. Buscamos por meio das narrativas, permear questões relacionadas à vida pessoal e profissional dos sujeitos e suas relações com a deficiência, sendo nossa análise embasada numa perspectiva sócio-histórica predominantemente vigotskiana. Acreditamos que a análise histórica de como se edificou a constituição do sujeito com deficiência, seja no plano pessoal ou profissional, consistiu em ferramentas valiosas na compreensão das rotulações de incapacidade em torno da deficiência, heranças históricas do contexto educacional brasileiro e internacional. Ainda que a formação e constituição destes sujeitos tenha se dado numa atmosfera de baixa inclusão, a certeza que temos é a de que os professores com deficiência aqui investigados, nadaram contra uma corrente segregadora e provaram suas potencialidades numa vasta rede de possibilidades que lhe foram abertas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2349
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6493_DISSERTAÇÃO CAMILA REIS - TEXTO COMPLETO.pdf2.58 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.