Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2411
Título: O curso de Pedagogia da UFES sob os olhares das/os alunas/os concluintes : processos de subjetivação produzidos num coletivo de intensidades
Autor(es): Bastos, Clara Melo Casotti
Orientador: Carvalho, Janete Magalhães
Palavras-chave: Formação Inicial
Processos de subjetivação
Currículo
Data do documento: 18-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Analisa o curso de Pedagogia pela perspectiva das/os alunas/os concluintes, tomando a produção de subjetividades como eixo central. Potencializa os discursos pelas narrativas das/os alunas/os, a forma como se constituíram como professoras/es e pedagogas/os no decorrer do curso, fazendo as correlações com as normatizações curriculares e as dimensões vivenciadas por elas/es. Toma o currículo como um conjunto de elementos discursivos, normativos, de conversas, de compartilhamento de experiências, e potencializa-o através dos encontros, de uma formação para o outro, das lacunas prescritivas, formando assim uma complexa produção de subjetividades, sempre coletiva, que se esforça para abandonar os clichês dos significados e as molaridades da prescrição curricular. Tem como principais intercessores teóricos ao problematizar as produções subjetivas no que tange ao currículo, Gilles Deleuze, Félix Guattari e Janete Magalhães Carvalho. Utiliza a cartografia como acompanhamento de processos em que não há uma coleta de dados, mas uma produção desses, pautada no recurso metodológico das narrativas formas de conversações em que há o principal recurso na produção dos dados. Assim, o processo tornou-se intenso e delicado, mas muito feliz, por ter priorizado as muitas formas de vivenciar esse currículo, sem uma individualização dos sujeitos, mas sempre a partir da perspectiva de uma subjetividade a-centrada, sem rostidade.
This thesis analyses the Pedagogy graduation course through the senior students’ perspective, approaching the subjectivities’ production as the central topic. It empowers the discourses through the undergraduates’ narratives on how they became teaches and pedagogues along the course, relating them to the curriculum prescriptions and the dimensions lived by them. It considers the curriculum a set of discursive and normative elements, conversations, and experiences sharing, and potentializes that through meetings, a formation to the other, and prescriptive gaps, as it forms a complex production of subjectivities, always collective, which struggles to abandon the clichés of meanings and the molarities of curriculum prescription. The main theoretical intercessors as we problematize the subjective productions on curriculum were Gilles Deleuze, Félix Guattari and Janete Magalhães Carvalho. This research used the cartography as a means to follow processes in which there is not any data collecting, but data production based on narratives, which are forms of conversations, as methodological sources. Therefore, the process became intense and delicate, but very happy, for having prioritized the many ways of living this curriculum, without an individualization of subjects, on the contrary, focusing on a decentered subjectivity’s perspective, without faces.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2411
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7560_Texto completo.pdf808.74 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.