Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2434
Título: Traduções culturais na formação de professor@s de inglês no curso de letras
Autor(es): Dallapicula, Catarina
Orientador: Ferraço, Carlos Eduardo
Data do documento: 18-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta dissertação investe na licenciatura em Letras com Habilitação em Língua Inglesa e Literaturas, acompanhada ou não pela habilitação para o ensino de outro idioma, como lócus principal de socialização profissional (DUBAR, 2005) d@ professor@ de inglês como língua adicional. Entendemos que a formação de professores se enreda em incontáveis saberesfazeres acumulados por toda a vida a partir de experiências (LARROSA, 2002) que acontecem nos encontros que nos passam. Assim, adotamos o conceito de tradução cultural de Bhabha (2010) para problematizar como os discursos produzidos nesse lócus enunciativo não pertencem a cada um, mas ao entrelugar, ao interstício de lugares e temporalidades, em que se constituem como possíveis. A aproximação da pesquisa pretendeu uma abordagem com cotidianos (CERTEAU, 2011; FERRAÇO, 2007) em que gravamos aulas, fizemos registros em diário de campo, nos enredamos em conversas em diversos espaços (CERTEAU, 2011) e usamos o facebook para verificar os dados produzidos. As problematizações elaboradas nessa dissertação indicam os processos intermináveis de negociações de sentidos que tecem o currículo do curso como potencializadores de saberesfazeres profissionais específicos, questões de relações de gênero, crenças sobre ensinoapredizagem, experiências religiosas, relações econômicas, violências, etc.. As enunciações produzidas também nos provocam a pensar os limites e fronteiras entre o colonial, o neocolonial e processos de empoderamento pelo uso do inglês ao longo das aulas no curso. Apesar de dificuldades ao longo do curso, e por causa delas, consideramos que os enredamentos enunciativos em que entramos nos permitem respaldar a relevância ética, política e estética da afirmação da graduação em Letras como lócus de socialização profissional privilegiado de professor@s de língua inglesa como língua adiciona
This thesis invests on the Bachelor in English Letters and Literature, with or without a BA in another language, as main locus of professional socialization (DUBAR, 2005) of the English as additional language teacher. We consider that teachers training is thread within infinite knowhow gathered throughout life from experiences (LARROSA, 2002) which happen on meetings and affect us. Hence, we adopt the concept of cultural translation from Bhabha (2010) to problematize how the speaker produced within this enunciative locus do not belong to each one, but to the amidst, to the interstice of places and temporalities, in which they constitute as possible. The research intended an everyday approach (CERTEAU, 2011) in which we recorded classes, recorded data in a field diary, and got engaged to conversations in many different spaces (CERTEAU, 2011), and used facebook to verify the outcome with the subjects. This thesis’s problematizing indicate within the endless meaning negotiation processes that thread the course’s curriculum as empowering of specific professional knowhow, gender matters, teachinglearning beliefs, religious experiences, economical relations, violence, etc.. The enunciations produced have also led us into thinking of the limits and borders between colonial, neocolonial, and empowering processes by the usage of English along classes in this course. Notwithstanding the problems along the course, and because of them, we consider that the enunciate threading in which we entered allow us to endorse the ethical political aesthetical relevance of claiming the Bachelor in English Letters and Literature to be a privileged locus of professional socialization for English as additional language teachers
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2434
Aparece nas coleções:PPGE - Dissertações de mestrado



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.