Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2628
Título: Sistemas nacionais de inovação: formulações de políticas no âmbito da OCDE e do Brasil.
Autor(es): Karine Zingler
Orientador: VILLASCHI FILHO, A.
Palavras-chave: Inovação
Capacidades
Interação
Aprendizagem
Data do documento: 18-Mai-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Karine Zingler, Sistemas nacionais de inovação: formulações de políticas no âmbito da OCDE e do Brasil.
Resumo: RESUMO Esta dissertação tem o objetivo de avaliar como o Brasil tem colocado em sua agenda as políticas de ciência, tecnologia e inovação em uma abordagem sistêmica e interativa. Utiliza-se da abordagem teórica de sistemas nacionais de inovação, na tradição de Aalborg, a qual ressalta: políticas sistêmicas conduzidas pelo Estado-Nação, processos de aprendizagem advindos de interações entre agentes, e é pautado em capacidades de aprendizagem idiossincráticas às diferentes nações. Esta abordagem encontrou espaço para se desenvolver teórica e empiricamente na Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a partir das décadas de 1980/90, que atualmente é referência de pesquisa no tema. Nesta dissertação, demonstra-se como o Brasil, ao longo de seu processo de desenvolvimento econômico baseado na industrialização, 1930 a 2000, tem deixado de lado políticas que priorizam a interação entre agentes em um sistema nacional de ciência, tecnologia, inovação e aprendizagem, o que foge das orientações fornecidas pela OCDE. Também se avalia os atuais planos, os quais tentam se engajar com as orientações de tal organismo internacional.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2628
Aparece nas coleções:PPGECO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4314_Dissertação definitiva.pdf1.78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.