Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2900
Título: Produção de Vida no Trabalho Docente
Autor(es): SA, D. A.
Orientador: Barros, M. E. B. de
Data do documento: 29-Set-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SA, D. A., Produção de Vida no Trabalho Docente
Resumo: Esta dissertação coloca em discussão os processos de engendramento do trabalho e do trabalhador levando em consideração principalmente seu caráter passível de transformação. A partir do estudo da atividade docente problematizamos junto com uma professora do ensino fundamental as formas de trabalhar e ser trabalhador que eram atualizadas em sua prática cotidiana no município de Vitória, Espírito Santo. Esta intervenção teve como ferramenta teórico-metodológica as contribuições da Clínica da Atividade possibilitando uma postura que privilegiasse o protagonismo da professora na produção de análises da atividade docente. Este transformar-compreender o trabalho se deu por uma busca de meios que provocassem a autoconfrontação da professora com sua atividade. As análises produzidas durante este estudo foram condição para um aumento do poder de ação da trabalhadora, provocando deslocamentos nas formas de conduzir o trabalho. Esta experimentação partiu também da busca por um fazer psi que não individualizasse as questões escolares ou reduzisse sua gênese ao âmbito da própria escola, trazendo para a discussão a rede complexa em que a atividade de trabalho é engendrada. Assim, tentamos dar visibilidade à polifonia que produz a voz da professora colocando em questão seus efeitos e os possíveis desvios. PALAVRAS-CHAVE: Trabalho Docente. Clínica da Atividade. Atividade.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2900
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5266_Daniele Sá.pdf913.46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.