Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2915
Título: Espaços Que Insistem, Vidas Que Resistem: a Longa Permanência em Questão,
Autor(es): LOUZADA, W. N. M.
Orientador: 
Coorientador: NEVES, C. E. A. B.
Data do documento: 25-Abr-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LOUZADA, W. N. M., Espaços Que Insistem, Vidas Que Resistem: a Longa Permanência em Questão,
Resumo: RESUMO Entre fios, pedras e agulhas, esse trabalho se faz costurando, tecendo, tramando histórias, conceitos e vidas. A partir das interpelações do campo/plano, uma pesquisa se abre por entre a Reforma Psiquiátrica em curso no município de Niterói. Um encontro com a clínica que ousa propor eixos para pensar as especificidades do cuidado na longa permanência psiquiátrica e os efeitos da institucionalização ainda hoje. Imersos em um espaço de moradia intra-hospitalar, chamado Longa, no Hospital Psiquiátrico de Jurujuba - Niterói, RJ, nos utilizando do princípio de perder tempo para ganhar Vida. Construções de heterotopias como um Fora que vai se alinhavando na desinstitucionalização. Trazemos a história de Esmeraldas, Pérolas e Margaridas como a força desse Fora que tem podido se construir, mas com a marcação de um dentro que ainda insiste. Palavras-chave: Saúde Mental, Desisntitucionalização, Longa Permanência, Reforma Psiquiátrica, Clínica
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2915
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5795_Williana Nunes.pdf25.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.