Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2983
Título: Brincando na Aldeia: Brincadeiras de Crianças Guarani de uma Aldeia em Aracruz-ES
Autor(es): OLIVEIRA, K.
Orientador: MENANDRO, P. R. M.
Data do documento: 6-Set-2007
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, K., Brincando na Aldeia: Brincadeiras de Crianças Guarani de uma Aldeia em Aracruz-ES
Resumo: A brincadeira infantil é um aspecto interessante para compreender o desenvolvimento e as oportunidades de interação social entre crianças. No brincar, a criança constrói e vivencia sua realidade social, interpreta e atualiza o campo de significados de seu contexto sócio-cultural. Habilita-se, assim, a ser um sujeito socialmente competente e ativo, tornando-se importantes atores no processo da dinâmica de seu contexto sócio-cultural. Esta pesquisa tem como objetivo compreender este processo em um grupo de crianças da etnia indígena Guarani, através da análise da cultura lúdica infantil em uma aldeia de Aracruz ES. Através de pesquisa de campo durante os meses de novembro e dezembro de 2006, foram acompanhadas 34 crianças, com idade entre 04 e 12 anos em momentos de brincadeira. Foram utilizados dois métodos para coleta de dados: a observação comportamental e a etnografia das brincadeiras acompanhadas durante a observação participante. Os dados foram classificados em seis categorias (contingência física, contingência social, simbólica, turbulentas, jogos de construção e jogos de regras) e analisados por gênero e idade, ambientes das brincadeiras, objetos utilizados, temas preferidos. Realizou-se a comparação com a literatura disponível sobre crianças de outras etnias indígenas bem como sobre as crianças não índias. Os resultados apontam para uma rica cultura lúdica na realidade estudada, com especificidades. A liberdade das crianças frente aos adultos, chama a atenção, assim como em outras etnias indígenas. Há pouca presença de objetos específicos para a brincadeira como brinquedos e grande utilização do ambiente da aldeia nas brincadeiras. No estoque de brincadeiras disponíveis foram observadas brincadeiras já relatadas em etnografias clássicas acerca da etnia Guarani (peteca, bola-de-gude...), brincadeiras presentes em outras etnias indígenas (corrida de toras, estilingue, nado, expedições para coleta de frutas...) e entre as crianças não índias (amarelinha, futebol, pique-pega...). As brincadeiras de faz-de-conta, por sua vez, apresentaram temas e elementos que retratam a dinâmica das relações interculturais e as reflexões que as crianças elaboram acerca da relação entre sociedade nacional envolvente e seu grupo étnico.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2983
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_2195_.pdf1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.