Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2993
Título: Avaliação assistida informatizada: indicadores do potencial cognitivo de crianças com deficiência
Autor(es): OLIVEIRA, D. V. de O.
Orientador: PAULA, K. M. P.
Palavras-chave: Avaliação Assistida
Avaliação Psicológica Computadorizada
Data do documento: 28-Ago-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: OLIVEIRA, D. V. de O., Avaliação assistida informatizada: indicadores do potencial cognitivo de crianças com deficiência
Resumo: A identificação e a avaliação de crianças com desenvolvimento atípico configuram um processo muito importante para subsidiar as estratégias de ensino voltadas para a promoção do potencial de aprendizagem. O interesse em relação ao prognóstico de crianças com deficiência tem impulsionado o desenvolvimento de novas tecnologias e pesquisas relacionadas à avaliação, prevenção e intervenção. Neste contexto, torna-se relevante verificar com instrumentos adequados indicadores lingüísticos, cognitivos e comportamentais, para assim traçar metas a partir daquilo que elas podem aprender. Dessa forma, esta pesquisa teve por objetivo verificar se a avaliação assistida informatizada se apresenta como uma modalidade de diagnóstico mais prescritivo do desenvolvimento cognitivo, quando comparada à avaliação psicométrica, na aplicação em crianças com deficiência. Na modalidade assistida há ajuda do examinador para conduzir a criança a um melhor nível de desempenho cognitivo. Participaram dessa pesquisa 11 crianças que freqüentam uma instituição de atendimento clínico, em saúde, para crianças com deficiência, na Grande Vitória. Na avaliação psicométrica foram utilizados a Escala de Maturidade Mental Colúmbia computadorizada Colúmbiacomp e o Teste de Vocabulário por Imagens Peabody - TVIPcomp. Na avaliação assistida informatizada, foram aplicadas as três provas voltadas para as habilidades de classificação e raciocínio analógico: Exclusão de Objetos, Exclusão de Figuras Geométricas e Jogo de Analogia de Figuras, no ambiente informatizado SINDAPSI. Utilizou-se também os protocolos de registro de fatores afetivo-motivacionais e de operações cognitivas apresentados durante a tarefa. Na avaliação do comportamento, o Child Behavior Checklist CBCL foi respondido pelas mães. Dados documentais e dos instrumentos foram submetidos à análise estatística descritiva para verificar o desempenho das crianças nas duas formas de avaliação informatizada (psicométrica e assistida). Nos testes psicométricos, 64% das crianças alcançaram índice abaixo da média no TVIPcomp, e 55% médio-inferior no Columbiacomp. Em relação ao perfil de desempenho cognitivo, na Prova de Exclusão de Objetos computadorizada 55% das crianças foram avaliadas como não-mantenedoras. Na Prova de Exclusão de Figuras Geométricas computadorizada 55% da amostra foi classificada no perfil alto-escore, e no Jogo de Analogias de Figuras computadorizado 45% apresentou o perfil ganhador. A amostra demonstrou níveis de dificuldade na realização dos testes, tanto na modalidade psicométrica quanto assistida. Contudo, o desempenho nos testes assistidos foi relativamente melhor, evidenciando que o grupo se beneficiou da mediação, implementada na fase de assistência, para melhorar as habilidades cognitivas. Além disso, a apresentação informatizada dos testes apresentou-se como motivadora para a realização e persistência nas tarefas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/2993
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2567_DISSERTAÇÃO Avaliação Assistida Informatizada [OLIVEIRA, 2009].pdf2.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.