Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3006
Título: Representação social de juventude para jovens negros em bairros populares de Vitória-ES
Título(s) alternativo(s): Social representation of the youth on young blacks in slums in Vitória – ES
Autor(es): Tesche, Beatriz Baptista
Orientador: Menandro, Maria Cristina Smith
Data do documento: 31-Ago-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Tendo como base a Teoria das Representações Sociais proposta por Serge Moscovici, o presente trabalho busca conhecer a representação social de juventude negra para jovens negros moradores em bairro com maioria populacional preta ou parda, bairros esses que tenha uma produção cultural com base na cultura afro-brasileira. Especificamente identificamos os espaços de convivência juvenil nos bairros estudados e a forma de participação dos jovens nestes espaços, analisamos a relação entre produção cultural negra e elementos de representação social de ser jovem. E investigamos a relação entre a representação social de jovem negro e a representação social de jovens em geral. Nossa hipótese é que nos bairros onde a cultura negra é produzida e reproduzida amplamente, os jovens apresentam essa cultura no centro de suas representações sociais de juventude. Foram entrevistados 12 jovens de 19 a 28 anos, seis dos sexo masculino e seis do sexo feminino, residentes nos bairros de Fonte Grande ou Piedade em Vitória / ES. As entrevistas seguiram um roteiro semi-estruturado com dois blocos temáticos, um sobre adolescência e juventude do entrevistado e outro sobre a comunidade e participação dos jovens, além de questões sócio-econômicas. Os resultados indicaram que a representação social dos participantes sobre juventude negra é liberdade com responsabilidade, trabalho e resistência ao preconceito racial. Homens e mulheres tiveram a mesma representação social sobre juventude, mas tiveram resultados diferentes ao articularmos a representação social de juventude com a representação social de gênero. Uma segunda representação social foi identificada e corresponde a representação que os participantes acreditam que a sociedade tem deles, e da população negra em geral, como bandidos em potencial, perigosos e sujos. Para manter uma representação social positiva da população jovem negra, os participantes recorrem a rede cultural dos bairros, onde novas concepções podem ser produzidas e onde podem fortalecer-se para enfrentar o preconceito e o estereótipo.
Based on the Theory of Representations proposed by Serge Moscovici, this paper seeks to find out the social representation of the black youth on young blacks, residents in a neighborhood of mostly black people, that has a cultural production based on afro-brazilian culture. Basically, we identified the places where young people lived and how young people contribute in these places. Also, we analyzed the relationship between the black cultural production and the elements of social representation of being young, as well as, investigated the relationship between social representation of black youth and the social representation of youth in general. Our assumption, is that in neighborhoods where black culture is produced and reproduced widely, young people have black culture in the center of their youth social representation. We interviewed 12 young people between 19 and 28 years, six males and six females, residents of Fonte Grande and Piedade in Vitória / ES neighborhoods. The interviews follow a semi-structured guide in two thematic sections. First, on adolescence and youth. Secondly, about the community and youth participation. Also, it contained socioeconomic issues. The results show that social representation of participants on black youth are freedom, discipline, determination, and resistance to racism. Both men and women had the same social representation of youth but, on the other hand, the same had different results on how to articulate the social representation of youth with the social representation of gender. A second social representation was identified and it corresponds to the participants belief's on how society perceive the black community, in general, as potential dirty and dangerous criminals. Finally, in order to maintain a positive social image of black young people, participants utilized their neighborhood cultural network, where new concepts are developed to help change racism and stereotype.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3006
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3219_TESCHE BB Dissertação.pdf928.48 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.