Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3066
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGARCIA, A.
dc.date.accessioned2016-08-29T14:10:21Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T14:10:21Z-
dc.identifier.citationFERREIRA, S. R. S., Relacionamento e Comunicação na Era da Informação: Um Estudo Sobre as Relações no Twitterpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3066-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleRelacionamento e Comunicação na Era da Informação: Um Estudo Sobre as Relações no Twitterpor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractO Twitter é um micromensageiro online, lançado em 2006, com atualizações (tweets) limitados a 140 caracteres, que permitem sua utilização também em dispositivos móveis como celulares. O objetivo do trabalho foi o de caracterizar as relações presentes no Twitter, incluindo relações interpessoais, entre indivíduos e grupos e entre o indivíduo e a sociedade, a partir do conteúdo das atualizações postadas e entrevistas com usuários da plataforma. Utilizou-se como referencial a obra de Robert Hinde, que enfatiza a base descritiva no estudo dos relacionamentos, considerando seus aspectos internos e seus diversos níveis de complexidade, a saber, interações, relacionamentos, grupos e a sociedade. Também referenciou as teorias advindas da análise das redes sociais, como a teoria dos mundos pequenos, dos laços fracos e das redes sem escala. A pesquisa de caráter qualitativo constou de duas fases, sendo a primeira de natureza documental, na qual foram analisadas as mensagens postadas (n=2000) de 200 usuários capixabas levando como critérios interlocução, tema e funcionalidade com a finalidade de estabelecer categorias de relacionamento. A segunda fase foi composta de entrevistas de usuários (n=10) tratando de temas concernentes ao uso do Twitter e seu papel nas relações sociais dos participantes, incluindo suas relações interpessoais, com grupos e com a sociedade de forma mais ampla procurando identificar as mudanças trazidas pelo Twitter para os relacionamentos. A análise dos dados levou a conclusão de que se estabelecem na plataforma dois tipos de relacionamento. Um primeiro em que o Twitter é utilizado como meio de comunicação de relacionamentos externos a mídia social reproduzindo seus aspectos e demandas. Um segundo são relações que se baseiam na troca de informação, nas quais o valor negociado nas relações é a qualidade do conteúdo das mensagem a partir de critérios subjetivos de interesse, gosto e características. Nessa relação a atração está ligada a usuários que detém o poder sobre determinado tipo de informação que é valorada pela influência que exerce levando a noção de capital social. Esse valor do usuário é percebido segundo qualidades pessoais, sua posição da rede e o tipo de interações que produz que deve ser passível de produzir ações de repasse e de respostas. Além disso, se constatou que os valores almejados na rede influenciam a produção da interação.por
dcterms.creatorFERREIRA, S. R. S.
dcterms.issued2012-08-29
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Psicologiapor
dc.contributor.refereeLIMA, F. L. M.
dc.contributor.refereeTOKUMARU, R. S.
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4857_Dissertacao_FINAL (1)20130829-150016.pdf946.31 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.