Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3075
Título: Guarda paterna e representações sociais de paternidade e maternidadede
Autor(es): Vieira, Elaine Novaes
Orientador: Souza, Lídio de
Palavras-chave: paternidade
maternidade
representação social
guarda paterna
Data do documento: 15-Ago-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A inserção maciça das mulheres no mercado de trabalho e sua (ainda em andamento) busca por igualdade de direitos e deveres com os homens possibilitaram o questionamento dos lugares sociais destinados a cada sexo. No bojo dos estudos e reflexões sobre a condição masculina observa-se a demanda por uma nova paternidade, baseada em uma maior aproximação afetiva entre pai e filho, bem como em seu envolvimento nos cuidados diários com os filhos. O objetivo desse estudo foi investigar as representações sociais de paternidade e maternidade de homens que possuíam a guarda dos filhos há pelo menos um ano e que constituíam famílias monoparentais. Utilizou-se como referencial a Teoria das Representações Sociais por considerar que ela nos possibilita captar os conteúdos estáveis e centrais nas representações sociais, bem como a sua mobilidade e articulação com as práticas sociais. Foram entrevistados 15 homens (04 viúvos e 11 separados, divididos em dois grupos de acordo com a situação que propiciou a guarda) com a utilização de um roteiro semi-estruturado abordando tópicos como: dados pessoais, RS de paternidade e maternidade, história do relacionamento conjugal e da obtenção da guarda, cotidiano com os filhos e avaliações. Os dados foram analisados através do software Alceste e da Análise de Conteúdo. No grupo de viúvos, os elementos das RS de paternidade encontrados foram: Responsabilidade e Acompanhamento, Afetividade e Companheirismo, Orientação e Correção, Provedor Material e Equilíbrio. No grupo de separados, além dos elementos anteriores também encontramos o elemento Igual à Maternidade. Tais RS englobam tanto elementos tidos como tradicionais (pai provedor e autoridade moral), quanto os pertencentes à nova paternidade (pai envolvido afetivamente e cuidador). Os elementos das RS de maternidade do grupo de viúvos foram: Centralidade da Mãe, Aspectos Biológicos, Disponibilidade e Participação, Afetividade, Igual à Paternidade e Superior à Paternidade. Para o grupo de separados, a maternidade é representada pelos elementos Aspectos Biológicos, Estar Presente, Afetividade e Companheirismo, Igual à Paternidade, Superior à Paternidade, Não Abandonar os Filhos e Equilíbrio. Os dados apresentam, então, RS tradicionais de paternidade e maternidade e, ao mesmo tempo, indicam a emergência de elementos que remetem à questão da nova paternidade.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3075
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_530_.pdf1.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.