Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3262
Título: A poesia de Paulo Leminski: limiares - história, humor, ruína
Autor(es): SILVA, L. P. e
Orientador: SALGUEIRO, W. C. F.
Data do documento: 20-Abr-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, L. P. e, A poesia de Paulo Leminski: limiares - história, humor, ruína
Resumo: As leituras comumente operadas a partir da obra poética de Paulo Leminski consideram, sobretudo, suas potências intertextuais invocando as tradições que, a exemplo dos concretos, o curitibano buscou trazer para si. Esse tipo de interpretação pode, entretanto, escamotear a relação tensa que se estabelece entre essa poesia e seu contexto histórico, que vai do início dos anos 1960 à redemocratização conturbada dos 1980, passando pela ditadura militar. Pretende-se, portanto, rever parte da fortuna crítica leminskiana procurando detectar com mais clareza essa lacuna interpretativa e analisar poemas de Leminski no torvelinho de seu tempo. Para isso, virão à baila algumas noções fundamentais do pensamento de Walter Benjamin história, ruína e limiar , não raro articuladas com questões do estudo do texto poético, construindo o prisma dinâmico que a estética leminskiana exige.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3262
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5590_DISSERTAÇÃO LUANA PDF.pdf1.38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.