Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3266
Título: Oswald (ing): Antropofagia, culturas e fronteiras
Autor(es): PIRES, E. C.
Orientador: ALMEIDA, J. C.
Coorientador: FILGUEIRAS, L. V. P.; DEPAULA, L.
Palavras-chave: Empréstimos lingüísticos e estrangeirismos
tradução
antrop
Data do documento: 27-Jun-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: PIRES, E. C., Oswald (ing): Antropofagia, culturas e fronteiras
Resumo: A partir de uma abordagem que relaciona os estudos pós-coloniais e as teorias da tradução, este trabalho indaga o uso dos empréstimos linguísticos e estrangeirismos na poética de Oswald de Andrade como atos de tradução e crítica anti/pós-colonial. Categorias pós-coloniais oriundas das pesquisas de Edward Said, Homi Bhabha e Gayatri Spivak como a ruptura das fronteiras, a diferença como categoria enunciativa e a temporalidade do entre-lugar e questões como as metáforas da tradução e a intraduzibilidade em diálogo com a ampla fortuna crítica produzida sobre Oswald de Andrade no país fomentam uma análise minuciosa do gesto antropofágico nos textos literários O Manifesto Antropófago (2011) e Memórias Sentimentais de João Miramar (2004), que servem como corpus para análise. O resultado do trabalho aponta para a necessidade de inventariarmos em nossos debates pós-coloniais atuais uma razão antropofágica que lhe antecede e que permite revelar aspectos importantes do pós-colonialismo no Brasil.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3266
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5748_PIRES, Eloá Carvalho.pdf932.67 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.