Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3270
Título: Autor, narrador, personagem : as várias facetas dos Aires de Machado
Autor(es): Marinato, Ana Carla Lima
Orientador: Trefzger, Fabíola Simão Padilha
Data do documento: 4-Fev-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os dois últimos romances machadianos – Esaú e Jacó (1904) e Memorial de Aires (1908) – deixam ver um trabalho especial dedicado às estratégias ficcionais de composição da autoria. Os jogos autorais começam a ser elaborados nas advertências de cada texto e se desdobram ao longo dos romances, vindos à tona em meio à relação entre as diversas instâncias narrativas, as quais contribuem para a composição de certa figura autoral. Esta, trabalhada de modo particular em cada obra, também possui contornos intrigantes se vista a partir de uma análise que se concentre na relação entre os dois romances. Trata-se, aqui, de analisar como a ideia de autoria desses textos dialoga com as concepções de sujeito que povoavam o seu tempo; paralelamente a esse diálogo, vemos nesses romances uma retomada da tradição filosófica e literária do século XVII, suscitando uma reflexão sobre sua presença em fins do século XIX. Essa análise nos leva a identificar certa semelhança com as concepções de autor e sujeito que embasam o que se tem atualmente tratado como “autoficção”, permitindo-nos concluir que o olhar atual ganha muito em lançar-se sobre essas obras produzidas no início do século XX.
The last two novels by Machado de Assis – Esau and Jacob (1904) and Conselour Aires’s Memoirs (1908) – show a special labor dedicated to the fictional strategies of the authorship’s constitution. The authorial plays start being elaborated in the advertences of each text, and spread throughout the novels, coming to light through the relationship between the various narrative instances, which contribute to the composition of an authorial figure. This figure, constituted in a peculiar way in each work, also has intriguing outlines, if it is seen through an analysis that focuses on the relationship between the two novels. It is intended, here, to understand how the idea of authorship in these works establishes a dialog with the conceptions of subject that settle at that time; in parallel with such dialog, it is observed in these novels a retake of the philosophical and literary tradition from the 17th century, evoking a reflection about its presence in the end of the 19th century. Such analysis leads us to identify certain similarity with the conceptions of author and subject that bases what is currently known as “autofiction”, allowing us to conclude that the actual thought acquires great benefits when it plunges towards these works composed by the beginning of the 20th century.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3270
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6240_Autor, narrador, personagem. Versão final.pdf812.64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.