Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3287
Título: O deslocamento do sujeito : a saga identitária em Hotel Atlântico de João Gilberto Noll
Autor(es): Caliari, Janice Soares
Orientador: Oliveira, Jurema José de
Data do documento: 11-Dez-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar a questão identitária presente no romance Hotel Atlântico, do escritor João Gilberto Noll, acompanhando a trajetória errante do narrador-personagem, um indivíduo que transita à deriva, na contramão da sociedade, em busca de novas circunstâncias que lhe permitam experimentar a possibilidade de ser outro, utilizando máscaras que representam diferentes identidades. Noll faz emergir, no cenário literário, a representação da fragmentação, do desassossego e da solidão, características próprias do homem pós-moderno e de sua conturbada relação com o tempo. Ao criar uma linguagem que projeta imagens distorcidas no espaço e no tempo, o escritor gaúcho busca promover a reflexão e o questionamento acerca dos sentimentos de insegurança e de estranheza vividos pelos indivíduos no mundo efêmero e descentralizado da pós-modernidade. Para discorrer sobre esse tema complexo e provisório que é a identidade, serão fundamentais as considerações de Stuart Hall e as abordagens de Zygmunt Bauman que, ao discorrer sobre o mundo líquido-moderno, mostra como a identidade se tornou um tema necessário para o entendimento das transformações sociais e de suas implicações na individualidade pessoal.
The objective of this research is to analyze the identity issue in the novel Hotel Atlantic, written by João Gilberto Noll, following the trajectory of the wandering narrator-character, an individual who moves adrift, against the grain of society, seeking new circumstances that allow him to experience the possibility of being another one, using masks that represent different identities. Noll brings out in the literary scene, the representation of the fragmentation, the restlessness and loneliness, characteristics of postmodern man and his troubled relation ship with time. When creating a language that projects distorted images in time and space, the gaucho writer seeks to promote reflection and questioning about the feeling of insecurity and weirdness experienced by individuals in the ephemeral and decentralized world of postmodernity. To expound this complex and provisory topic that the identity is, it will be fundamental the Stuart Hall’s considerations and the approaches of Zygmunt Bauman who, when referring to the liquid-modern world, shows how the identity has become a necessary subject for understanding of the social transformations and its implications in the personal individuality.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3287
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8454_DISSERTAÇÃO Janice PDF.pdf668.98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.