Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3298
Título: Os avatares da cultura italiana em "Karina", romance de Virgínia G. Tamanini
Autor(es): Bissoli, Silvana Costa
Orientador: Oliveira, Ester Abreu Vieira de
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Analisar o romance Karina (1964) da escritora capixaba Virgínia Gasparini Tamanini, destacando a representação da imigração italiana no Espírito Santo, é o que me move nesta pesquisa de mestrado. Com a travessia do Atlântico, tão negro quanto o de Gilroy, da personagem Karina e seu grupo de imigrantes até o assentamento em terras capixabas, os recém-emigrados buscaram se adaptar. Esse sonho coletivo de fazer a América explicitará, por meio da verossimilhança, os fios de contato entre Literatura e História. A pesquisa trará à lume a cultura italiana que, entrelaçada aos estudos culturais de Homi Bhabha e os estudos sobre representação proposto por Chartier, além de priorizar reflexões sobre identidade cultural dessas personagens, explicitará aspectos políticos, econômicos e sociais que condicionam alguns comportamentos e afloram outros. Nesse cenário, à luz do pensamento do teórico Stuart Hall, com quem também dialogarei, mostrarei como a identidade dos personagens apresenta-se fragmentada, visto que a necessidade de vinculação a um grupo de estrangeiros com o qual passarão a conviver possibilita um dos mais importantes fenômenos de identificação coletiva: a identidade cultural, que vai sendo (re) construída em outro espaço. Ao adentrarmos no cenário desse romance, buscaremos verificar a correspondência da representação identitária desses atores sociais que a obra nos permite perceber não ser “tropo tardi” para se investigar.
Analyze the historical novel Karina (1964) of Espirito Santo’s writer Virginia Tamanini, highlighting the representation of Italian immigration in the Espirito Santo, is what drives me in this master's program research. With the crossing of the Atlantic, as black as the Gilroy’s, by the character Karina and his group of immigrants to the settlement in Espirito Santo lands, the new immigrants tried to adapt. This collective dream of making America will explain, by likelihood, the contact wires between Literature and History. The research will bring to light the Italian culture, intertwined with cultural studies of Homi Bhabha and studies of representation proposed by Chartier, besides prioritizing reflections on cultural identity of characters, will explain political, economic and social aspects that affect some behaviors and emerge others. In this scenario, by the thought of the theoretical Stuart Hall, with whom I will also talk, show how the identity of the characters has become fragmented, as the need for attachment to a group of foreigners that will live together allows one of the most important phenomena of collective identification: a cultural identity that is being (re) constructed in another space. As we enter the scenery of this novel, we will seek to verify the correspondence of identity representation of social actors that the book allows us to realize that is not "tropo tardi" to investigate.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3298
Aparece nas coleções:PPGL - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8602_Dissertação de Mestrado versão final.pdf683.98 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.