Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3317
Título: Práticas e Representações de Leitura Literária no IFES/Campus de Alegre: uma história com rosto e voz
Autor(es): Valtão, Rosana Carvalho Dias
Orientador: DALVI, M. A.
Palavras-chave: Leitura literária
Ensino Médio
Práticas
Representações
Data do documento: 26-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VALTAO, R. C. D., Práticas e Representações de Leitura Literária no IFES/Campus de Alegre: uma história com rosto e voz
Resumo: No contexto do advento das novas tecnologias que possibilitaram a comunicação instantânea e o uso da internet em larga escala, difunde-se a ideia de que a leitura literária está em crise e de que os jovens do século XXI leem cada vez menos. Partindo da premissa de que a leitura é uma prática que se dá a existir em espaços contextualizados, com gestos e hábitos distintos em cada época, a pesquisa Práticas e representações de leitura literária no Ifes/Campus de Alegre: uma história com rosto e voz investigou como a leitura literária acontece nessa instituição de ensino (Ifes/Campus de Alegre), mapeando em qual contexto leitor o grupo social dos alunos daquela instituição está inserido, quais são suas estratégias, modos, práticas, e representações de leitura e como os sujeitos estudados se apropriam do que leram na escola e fora dela. Considerando o princípio de que toda realidade cultural é construída nas relações existentes entre os grupos sociais, são identificadas as modalidades partilhadas do ler das comunidades de leitores presentes no contexto estudado. Através dessa investigação se conheceram as principais vias de acesso e as formas de aquisição do objeto cultural livro de literatura e os principais mediadores da leitura literária, ou seja, os sujeitos responsáveis pela formação existente nesse espaço, traçando, dessa forma, um perfil de leitura literária do Ifes/Campus de Alegre. No desenvolvimento deste trabalho foi realizada a pesquisa bibliográfico-documental e de campo, em perspectiva qualitativa, utilizando o método dedutivo. Para isso, esta investigação dialoga com o trabalho do historiador francês Roger Chartier e os princípios epistemológicos da História Cultural, no que se refere à história do livro, da leitura e da literatura. Palavras-chave: Leitura Literária. Ensino Médio. Práticas. Representações. Apropriações. Roger Chartier.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3317
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9569_Dissertação de Mestrado em Letras - Rosana Carvalho Dias VALTÃO - versão BC.pdf3.18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.