Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3321
Título: Teatro do Oprimido : Deslocamento de uma Poética em Trânsito
Autor(es): Sousa, Renata Piona de
Orientador: SOARES, L. E.
Palavras-chave: Teatro do Oprimido
Luta de Classes
Dominação
Dramaturgia
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUSA, R. P. D., "Teatro do Oprimido: Deslocamento de uma Poética em Trânsito"
Resumo: Em substituição à catarse aristotélica, a Poética do Oprimido e outras Poéticas Políticas (1977), principal obra de embasamento da metodologia do Teatro do Oprimido, de Augusto Boal (1931 - 2009), propõe-se a oferecer aos oprimidos oriundos da luta de classes os meios de produção teatral, que participam de todo o processo de criação, da dramaturgia à encenação. A perspectiva que se apresenta em nossa dissertação tem por objetivo discutir os desdobramentos que surgem desse processo, no sentido de verificar seus efeitos para a possível transformação de indivíduos oprimidos por uma lógica de dominação sustentada no embrutecimento e na subtração da subjetividade daqueles que são excluídos da participação comum, nos termos de Jacques Rancière. A propósito, além de dialogar com o filósofo francês, tendo como referencial teórico A Partilha do Sensível (2009), elegemos como arcabouço teórico de nosso trabalho, principalmente, os Mil Platôs Capitalismo e Esquizofrenia (1995), de Deleuze e Guatarri; Cultura e Imperialismo (2011), de Edward Said; as obras Vigiar e Punir (1987) e A ordem do Discurso (1996), de Michel Foucault e Palavras e Sinais (1995), de Theodor Adorno.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3321
Aparece nas coleções:PPGL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9586_Dissertação Renata Piona de Sousa.pdf879.46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.