Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3333
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMendonça, Carlos Vinícius Costa de-
dc.date.accessioned2016-08-29T14:11:43Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T14:11:43Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3333-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectPolíticapor
dc.subjectMovimentos sócio-religiosospor
dc.subjectMessianismeng
dc.subjectPoliticaleng
dc.subjectSocio-religious movementseng
dc.titleA Santa montanha : conteúdos messiânicos de um movimento sócio-religioso (1999-2003)por
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc93/99-
dc.subject.br-rjbnMessianismopor
dc.subject.br-rjbnMessianismo políticopor
dc.subject.br-rjbnJornais e periódicos religiosospor
dc.subject.br-rjbnMovimentos sociais rurais - Aspectos religiosospor
dcterms.abstractTrata da análise dos conteúdos messiânicos de um movimento sócio religioso que acontece em Villas-Boas, município de Guiricema, Zona da Mata de Minas Gerais: A Santa Montanha. A Santa Montanha surge num momento crítico para a sociedade civil brasileira, 1966, época dominada pelo militarismo. A partir da aparição de Nossa Senhora, uma humilde lavradora passa a coordenar um complexo movimento social que engloba 3000 pessoas em seus momentos de comunhão. O referencial teórico utilizado é baseado em Eric Hobsbawm e Maria Isaura Pereira de Queiroz, para quem os movimentos religiosos rurais são movimentos políticos, no tanto em que representam aspirações e interesses sociais frente ao Estado e que o comportamento dos líderes profetas ou mensageiros e de seus discípulos são mecanismos de resistência política e cultural. Ao final tenta-se estabelecer vinculação entre os fatos presenciados na Santa Montanha e outros movimentos sócio-religiosos.por
dcterms.abstractIt treats as the analysis of the contents messiânicos of a movement religious partner who happens in Villas-Boas, local authority of Guiricema, Zone of the Forest of Minas Gerais: The Holy Mountain. The Holy Mountain appears at a critical moment for the civil Brazilian society, 1966, time dominated by the militarism. From the apparition of Our Lady, a humble farm-hand starts to coordinate a complex social movement that includes 3000 persons at his moments of communion. The theoretical used referential system is based on Eric Hobsbawm and Maria Isaura Pereira of Queiroz, for whom the religious rural movements are political movements, in so much in what they represent aspirations and social interests in front of the State and what the behaviour of the leaders – prophets or messengers – and of his disciples they are mechanisms of political and cultural resistance. To the end partner-monk tries to establish vinculação between the facts been present in the Holy Mountain and other movements.eng
dcterms.creatorFeital, Frederico André Gonçalves-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2008-08-01-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqHistóriapor
dc.publisher.courseMestrado em Históriapor
dc.contributor.refereeMaria Cristina Dadalto-
dc.contributor.refereeFranco, Sebastião Pimentel-
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3182_Frederico_André_Gonçalves_Feital.pdf445.18 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.