Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3337
Título: Fazenda Santa Helena : escravidão, bastardia e poder
Autor(es): Simonato, Juliana Sabino
Orientador: Soares, Geraldo Antonio
Data do documento: 9-Out-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A presente Dissertação – Fazenda Santa Helena: Escravidão, Bastardia e Poder – tem por finalidade descrever a trajetória de Marcelino Bernardes de Souza, bastardo, mestiço e forro, que viveu na antiga região do Castello, ao sul do Espírito Santo, no recorte temporal do final do século XIX e início do XX. Para reconstruir as práticas habituais desse período, recorreu-se à aplicação do método de história oral. Os relatos foram confrontados com as fontes primárias, o que possibilitou um novo enfoque e uma melhor compreensão, em relação às práticas de sociabilidades que permitiam, mesmo dentro da organização hierárquica de caráter rígido, o desenvolvimento de estratégias favoráveis à ascensão de alguns mestiços e ex-escravos. O caso de Marcelino Bernardes de Souza, filho de um grande proprietário de terras da região do Castello, o Barão de Guandú, com uma de suas escravas, é descrito através das “histórias” que permaneceram na memória de seus descendentes e daqueles que vivenciaram experiências do cotidiano da Fazenda Santa Helena. Tal situação evidencia relações sociais diferenciadas da comumente estabelecidas pela historiografia tradicional, que se utiliza de conceitos e cria padrões de homogeneidade social, baseados na defesa da existência de apenas senhores e escravos. Através das lembranças, guardadas na memória, além das fontes primárias, como inventários e livros de registros cartoriais, farei um levantamento sobre a vida de Marcelino, bem como promoverei o relato de sua trajetória. Procuro demonstrar alguns dos “espaços”, encontrados por esse mestiço e forro para se distanciar das heranças do cativeiro, devido seu parentesco com um membro da elite cafeeira do sul da Província do Espírito Santo, conseguindo adquirir, por meio da compra, a sede da fazenda que pertenceu ao seu pai.
This present Dissertation – Farm St. Helena: Slavery, Bastardy and Power – has the purpose to describe the mestizos 'and linings’ situation, descending of Espírito Santo black society, in the temporary cutting of the final of the century XIX and the beginning of XX. To rebuild the habitual practices of that period, it was fallen back upon the application of the method of oral history. The reports were confronted with the primary sources, what made possible a new focus and a better understanding, in relation to the practices of sociabilities that allowed, same inside the hierarchical organization of strick character, the development of favorable strategies to the ascension of some mestizos and ex-slaves. The case of Marcelino Bernardes de Souza, a great owner of lands of the area in Castello, the Baron of Guandú, with one of their slaves, it is described through the "histories" that stayed in their descendants' memory and of those who lived daily experiences in Farm St. Helena. Such situation evidences different social relationships of that established by the traditional historiography, that makes use of concepts and it creates patterns of social homogeneity, based on the defense of the existence of just gentlemen and slaves. Through the memories, kept in the memory, besides the primary sources, as inventories and books of register office, I will make a rising about the life of Marcelino, as well as I will promote the report of his/her path. I try to show some of the "spaces", found by that interbreed and lining to distance the inheritances of the captivity, due to his relationship with a member of the coffee elite of the south of Espírito Santo Province, getting to acquire, through the purchase the headquarters of the farm that belonged to his father.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3337
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3186_Juliana_Sabino_Simonato_0.pdf6.05 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.