Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3413
Título: Nacionalismo e igreja : a Igreja Luterana-Sínodo de Missouri nos "porões" do Estado Novo
Autor(es): Marlow, Sérgio Luiz
Orientador: Moreira, Vânia Maria Losada
Data do documento: 10-Abr-2006
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O período republicano denominado Estado Novo não marca apenas a permanência de Getúlio Vargas no comando da nação brasileira, marca também a ingerência do próprio Estado Brasileiro na vida daqueles que residiam em solo brasileiro. Um bom exemplo disso é a proposta nacionalizadora do Governo Brasileiro que, a partir do ano de 1938, através de uma série de medidas, desejava que todos, especialmente os imigrantes estrangeiros e seus descendentes, se “abrasileirassem”. Essa proposta alcançou e repercutiu todos os grupos de imigrantes, mas em especial os alemães que entendiam ser perfeitamente possível ser brasileiro e cultivar traços culturais da pátria-mãe, a Alemanha. Estes imigrantes e seus descendentes foram atingidos especialmente através de instituições que estavam a eles ligadas como: a imprensa, as associações esportivas e culturais e a Igreja. Neste sentido, o presente estudo pretende observar e relatar a ação do Estado Brasileiro para com a Igreja Luterana: Sínodo de Missouri, bem como a reação e posição da referida instituição eclesiástica frente às propostas nacionalizantes impostas pelo Governo Vargas. Ao mesmo tempo, perceber qual era a relação existente entre a Igreja Luterana – Sínodo de Missouri junto aos descendentes de alemães no que concerne à preservação de traços culturais e sociais com a Alemanha através da prática do Germanismo.
The republican period called New State not mark only the permanence of Getúlio Vargas in the command of the Brazilian nation, also marks the mediation of the proper Brazilian State in the life of that they inhabited in ground Brazilian. A good example of this is the nationalistic proposal the Brazilian Government that, from the year of 1938, through a series of rules, desired that all, especially the foreign immigrants and its descendants, to “Brazilianize". This proposal reached and reverberated all the groups of immigrants, but in special the Germans who perfectly understood to be possible to be Brazilian and to cultivate cultural traces of the native land-mother, Germany. These immigrants and its descendants had been reached especially through institutions that were on they as: the sporting and cultural associations, press and the Church. In this direction, the present study intends to observe and to tell the action of the Brazilian State with the Luteran Church: Missouri Synod, as well as the reaction and position of the related ecclesiastical institution front to the nationalistics proposals imposed by the Vargas Government. At the same time, to perceive which was the existing relation between the Luteran Church - Missouri Synod together to the Germans descendants in whom it concerns to the preservation of cultural and social traces with Germany through the practical of the Germanism.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3413
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3414_Sérgio_Luiz_Marlow.pdf763.05 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.