Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3426
Título: A Ética Castrense e a Intervenção Militar como Recurso de Manutenção da Ordem Institucional
Autor(es): TAVARES, K. S.
Orientador: MENDONCA, C. V. C.
Data do documento: 14-Ago-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: TAVARES, K. S., A Ética Castrense e a Intervenção Militar como Recurso de Manutenção da Ordem Institucional
Resumo: A efetiva participação dos militares na história política do Brasil e seu caráter intervencionista vem sendo estudada em suas diferentes possibilidades, sejam econômicas, ideológicas ou políticas. O resultado tem sido enriquecedor para a historiografia referente ao tema. Muito embora não se desconsiderem outras explicações e nem se pretenda substituir as bem fundamentadas hipóteses já apresentadas, a presente pesquisa sugere a existência de uma lacuna e aponta para um olhar que privilegie entender as constantes intervenções militares na vida política brasileira, em especial o caso de 1964, também sob a perspectiva de uma ação movida por uma ética. Assim, busca-se mostrar que é preciso olhar o fenômeno mencionado por um ângulo que contemple a existência de elementos valorativos que movem a ação interventora. A definição conceitual do termo ética castrense e o estudo dos elementos que a compõem são aqui abordados num prisma teórico weberiano. Contempla-se também, neste estudo, o culto a Caxias e aos patronos, como elementos simbólicos que foram estrategicamente elaborados como instrumentos pedagógicos a inculcar no homem de farda os valores que se pretendia. A opção de uma análise histórica da instituição militar, que vai de 1810, com a criação da Real Academia Militar, à intervenção de 1964, possibilitou abordar como os elementos da ética castrense foram sendo pausadamente incorporados ao longo dos anos. Isto nos fez ver que as causas da crise instalada no Brasil dos anos sessenta e a conseqüente deposição de Goulart pelas mãos dos militares não podem ser pensadas somente a partir de fatos imediatos, mas sim como resultado de uma ação social racional referente a valores, que só pode ser percebida em uma análise de maior duração. Palavras-chaves: 1. Militares. 2. Ética. 3. Ética militar. 4. Forças armadas - Atividades políticas. 5. Brasil - História - Revolução, 1964. 6. Brasil - Política e governo - 1964-1985.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3426
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_3476_Kleber_da_Silva_Tavares.pdf3.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.