Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3455
Título: Bandidos e Elites Citadinas na África Romana : um Estudo Sobre a Formação de Estigmas Com Base nas Metamorphoses de Apuleio de Madaura (século II)
Autor(es): LIMA NETO, B. M.
Orientador: SILVA, G. V.
Palavras-chave: Apuleio
Bandidos e salteadores
Elites (Ciências sociais)
Data do documento: 27-Abr-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LIMA NETO, B. M., Bandidos e Elites Citadinas na África Romana : um Estudo Sobre a Formação de Estigmas Com Base nas Metamorphoses de Apuleio de Madaura (século II)
Resumo: Esta dissertação analisa uma problemática bastante atual: a construção de identidades. Nosso intuito é o de demonstrar como as questões acerca das identidades poderiam ser pensadas, questionadas e interrogadas no Mundo Antigo. Para tanto, tomamos como fonte as Metamorphoses de Apuleio, autor norte-africano de meados do II século. Por intermédio desta novela latina, desta ficção, buscamos compreender as representações que o nosso autor atribuía a diferentes grupos sociais. Nela, verificamos um processo dicotômico em que bandidos e elites citadinas, cidade e interior, eram postos em oposições binárias e diferenciados com valorizações diversas. Aos latrones e à hinterland em que residiam eram relacionadas representações que denotavam selvageria, hostilidade, belicosidade e violência, elementos importantíssimos na constituição de uma identidade estigmatizada em relação aos bandos de salteadores. Aos membros das aristocracias municipais norte-africanas e às cidades onde habitavam foram associados signos de distinção, de riqueza e de alta cultura, os quais estariam ligados à paideia e à humanitas romanas. É de porte desta constatação presente em nossa documentação primária que pudemos inferir a hipótese central deste trabalho, a de que a estigmatização dos bandidos se relacionava, por meio da alteridade, a um processo de constituição da identidade da elite citadina norte-africana e refletia uma realidade de conflito e de dicotomia entre as civitates romanas e a vasta hinterland norte-africana no contexto do II século.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3455
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4624_Belchior_Monteiro_Lima_Neto.pdf1.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.