Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3499
Título: Sob Os Olhos de Deus e dos Homens: Escravos e Parentesco Ritual na Província do Espírito Santo (1831-1888)
Autor(es): LADO, R. D.
Orientador: CAMPOS, A. P.
Palavras-chave: Escravidão ParentescoComunidade Brasil - História Es Santo
Data do documento: 19-Abr-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LADO, R. D., Sob Os Olhos de Deus e dos Homens: Escravos e Parentesco Ritual na Província do Espírito Santo (1831-1888)
Resumo: Os estudos sobre parentesco ritual de escravos, sacramentado na pia batismal, têm alcançado maior relevância na historiografia brasileira nos últimos anos e se transformado em objeto central de diversas pesquisas que privilegiam a análise das sociabilidades mais amplas empreendidas pelos cativos no Brasil escravista. O Espírito Santo, durante o Oitocentos, oferece interessante material para discussão a respeito, uma vez que seu território foi marcado pela diversidade de perfis demográficos da população escrava. A partir de registros eclesiásticos de batismo, inventários post mortem, relatórios de presidentes da Província, mapas populacionais, censos e fundos de governadoria se pretendeu identificar padrões de comportamento na formação do parentesco ritual de cativos e compreendê-los a partir da análise do contexto socioeconômico e cultural em que estavam inseridos. Tais tarefas permitiram detectar a influência do compadrio como elemento de formação de diversas comunidades na região central e no sul do Espírito Santo. Além desse viés quantitativo, a pesquisa comportou uma abordagem metodológica qualitativa. Objetivou-se, por meio do cruzamento de dados, expressar a diversidade comportamental dos cativos, privilegiando as interações no interior das escravarias e famílias da sociedade espiritossantense. O trabalho permitiu inserir o Espírito Santo no debate sobre o tema e constatar a influência do catolicismo popular sobre os escravos da região, em outras palavras, observou-se a introdução do elemento sagrado na família escrava bem como seus significados políticos na comunidade através do ritual do compadrio.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3499
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5474_.pdf1.18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.