Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3499
Título: Sob os olhos de Deus e dos homens : escravos e parentesco ritual na província do Espírito Santo (1831-1888)
Autor(es): Lago, Rafaela Domingos
Orientador: Campos, Adriana Pereira
Data do documento: 19-Abr-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os estudos sobre parentesco ritual de escravos, sacramentado na pia batismal, têm alcançado maior relevância na historiografia brasileira nos últimos anos e se transformado em objeto central de diversas pesquisas que privilegiam a análise das sociabilidades mais amplas empreendidas pelos cativos no Brasil escravista. O Espírito Santo, durante o Oitocentos, oferece interessante material para discussão a respeito, uma vez que seu território foi marcado pela diversidade de perfis demográficos da população escrava. A partir de registros eclesiásticos de batismo, inventários post mortem, relatórios de presidentes da Província, mapas populacionais, censos e fundos de governadoria se pretendeu identificar padrões de comportamento na formação do parentesco ritual de cativos e compreendê-los a partir da análise do contexto socioeconômico e cultural em que estavam inseridos. Tais tarefas permitiram detectar a influência do compadrio como elemento de formação de diversas comunidades na região central e no sul do Espírito Santo. Além desse viés quantitativo, a pesquisa comportou uma abordagem metodológica qualitativa. Objetivou-se, por meio do cruzamento de dados, expressar a diversidade comportamental dos cativos, privilegiando as interações no interior das escravarias e famílias da sociedade espiritossantense. O trabalho permitiu inserir o Espírito Santo no debate sobre o tema e constatar a influência do catolicismo popular sobre os escravos da região, em outras palavras, observou-se a introdução do elemento sagrado na família escrava bem como seus significados políticos na comunidade através do ritual do compadrio.
The studies about ritual kinship of slaves, consecrated at the baptismal font, have achieved greater relevance in Brazilian historiography in the past years and turned into a central object of several researches that focus on the analysis of the widest sociabilities taken by slaves in the slaveholding Brazil. The state of Espírito Santo, during the eighteenth century, offered interesting material for discussion about the subject, since the territory was marked by a variety of demographic profiles of the slave population. From church records of baptism, post mortem inventories, reports made by presidents of the province, population maps, censuses and governorate funds, it was intended to identify patterns of behavior in the formation of the ritual kinship among the captives, and to understand them from the analysis of the socioeconomic and also cultural context in which they were placed. These tasks allowed the detection of the influence of the godfathering as an element of formation of various communities in central and southern Espírito Santo. Beyond the quantitative approach, the research involved a qualitative methodological approach, as well. The aim was to, using the data crossing, express the behavioral diversity of the captives, emphasizing the interactions within the slaves and the families of society in the state of Espirito Santo. This work allowed to insert the Espírito Santo into the debate on the subject and also notice the influence of the popular Catholicism on the slaves of the region. In other words, it was possible to observe the presence of the sacred element in the slave families, such as their political meanings in the community through the ritual of godfathering.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3499
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5474_.pdf1.18 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.