Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3505
Título: Agora é Max : a trajetória política de Max de Freitas Mauro (1970-1990)
Autor(es): Lemos, Amarildo Mendes
Orientador: Ribeiro, Luiz Cláudio Moisés
Data do documento: 24-Abr-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O presente trabalho trata da trajetória política de Max de Freitas Mauro no Espírito Santo e sua ligação com o trabalhismo. Nesse sentido, iniciamos nossa dissertação com uma investigação das origens dessa ideologia política no Brasil. Essa doutrina política se associou ao nacionalismo, ao reformismo e se consolidou em um partido que atraiu para si o prestígio dos trabalhadores entre 1946 e 1964. Nesse período, o pai de Max Mauro, Saturnino Rangel Mauro, foi um político de destaque na fundação do PTB no Espírito Santo. Saturnino ascendeu politicamente a partir da vinculação com a estrutura política implementada no Brasil com a Revolução de 1930. A partir da representação dos trabalhadores Saturnino alcançou o posto de deputado estadual pelo PTB em 1947. A experiência democrática desse período foi, contudo, abortada pelo golpe militar de 1964 que trouxe nova orientação política para o Brasil, alinhando nossa economia com a estadunidense, intensificando a concentração de renda e a exclusão social. Os impactos das políticas econômicas no Espírito Santo são discutidos nesse trabalho, uma vez que, a forma como aconteceu a modernização econômica capitalista nesse estado se relaciona com o contexto estrutural vivenciado pelos capixabas na década de 1980. Desta forma, fazemos uma conexão entre a modernização econômica na década de 1970 e a exclusão social da década seguinte, que foi palco de inúmeros conflitos sociais também abordados nesse trabalho. A trajetória política de Max Mauro se sobrepõe a esse percurso histórico vivido pela sociedade capixaba. Assim, a partir da investigação em jornais, revistas, documentos oficiais e acervos privados, apresentamos uma narrativa que procura evidenciar aspectos estruturais e conjunturais, ou seja, diante daquele contexto conflituoso e de disputa por hegemonia apontamos algumas decisões tomadas pelo governador e sua relação com os poderes estabelecidos diante da sociedade. Para tanto, analisamos a relação de Max Mauro com a Assembleia Legislativa, com os poderes locais e com os centros de poder, representados pelas empresas: Companhia Siderúrgica Tubarão, Aracruz Celulose e Companhia Vale do Rio Doce. Diante desse quadro montado passamos a investigar o processo de fragmentação de Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e a ligação de Max Mauro com o partido liderado pelo herdeiro do getulismo, Leonel de Moura Brizola, e sua participação, como governador do estado Espírito Santo, na ascensão do Partido Democrático Trabalhista (PDT) nessa unidade da federação.
The present work deals with the political career of Max de Freitas Mauro in the Espírito Santo and its connection with labour. Accordingly, we began our research with a dissertation origins of this political ideology in Brasil. This political doctrine associated with nationalism, reformism and consolidated at a party that attracted to itself the prestige of workers between 1946 and 1964. During this period, the father of Max Mauro, Saturnino Rangel Mauro, was a prominent politician in the foundation of PTB in the Espírito Santo. Saturnino ascended politically from linking with the political structure implemented in Brazil with the “Revolução de 1930”. From the representation of employees Saturnino attained the rank of state representative for PTB in 1947. The democratic experience of this period, however, was aborted by the 1964 military coup that brought new policy for Brazil, aligning our economy with U.S. by increasing concentration of income and social exclusion. The impacts of economic policies in the Espírito Santo are discussed in this work, since the way it happened capitalist economic modernization that state relates to the structural context experienced by Espírito Santo in the 1980s. Thus, we make a connection between economic modernization in the 1970s and the social exclusion of the next decade, which was the scene of numerous social conflicts also addressed in this work. The political career of Max Mauro overlaps this historical journey experienced by capixaba society. Thus, from research papers, journals, official documents and private collections, present a narrative that seeks to highlight structural and cyclical aspects, ie before that conflicted and contention for hegemony context we point some decisions taken by the governor and his relationship with the established powers. To this end, we analyzed the relationship of Max Mauro the Legislative Assembly, with local authorities and with the centers of power, represented by the companies: Companhia Siderúrgica Tubarão, Aracruz Celulose and Companhia Vale do Rio Doce. Given this situation we assembled to investigate the process of fragmentation of the Brazilian Democratic Movement Party (PMDB), and Max Mauro connection with the party led by the heir Getulism, Leonel de Moura Brizola, and his participation as state governor Espírito Santo, the rise of the Democratic Labor Party (PDT) in this federal state.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3505
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5846_DISSERTAÇÃO MESTRADO.pdf6.24 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.