Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3510
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSchwartz, Cleonara Maria-
dc.date.accessioned2016-08-29T14:12:10Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T14:12:10Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3510-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectImprensa capixabapor
dc.subjectHistória do Espírito Santopor
dc.subjectGipsieseng
dc.subjectCapixaba journaleng
dc.subjectEspírito Santo historiographyeng
dc.titleCiganos nas terras do Espírito Santo : representações sócio-políticas (1870-1936)por
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc93/99-
dc.subject.br-rjbnCiganos - Espírito Santo (Estado)por
dc.subject.br-rjbnImprensa - Espírito Santo (Estado)por
dcterms.abstractA dissertação desenvolvida no âmbito do PPGHIS/UFES versa sobre as populações ciganas no Brasil e tem como objetivo realizar um estudo de cunho historiográfico, utilizando um recorte espaciotemporal específico entre os anos de 1870 a 1936 no Estado do Espírito Santo. Para esta investigação, baseou-se no pensamento de Roger Chartier. O conceito de representação social defendido pelo autor propõe que há uma busca constante em legitimar uma identidade social onde, muitas vezes, pode ocorrer o desmerecimento de outros grupos sociais. A compreensão dedeterminada realidade social conduz ao desvelamento do seu contexto, a partir da análise dos diferentes atores sociais que a integram. Estudar os ciganos no período referenciado só foi possível através da compreensão da sociedade da época, examinando o discurso utilizado pelos periódicos analisados, o papel do cigano e o que ele representava para o grupo dominante. Para tal intento, pesquisaram-se os jornais do Estado do Espírito Santo no período enfocado. Neles, constatou-se diversas representações dos ciganos presentes na sociedade da época estudada onde a apropriação destas contribuiu significativamente para a invisibilidade desta minoria étnica no estado.por
dcterms.abstractThe dissertation was developed in PPGHIS/UFES field is about brasilian gipsies population and it has as one‟s objective to carry out a historiography study, using a time space between 1870 to 1936 ages in the Espírito Santo state. This investigation based on Roger Chartier theory.The Social representation argued author aim that there is a constant search to legitimize a social identity where, many time, it occurs other social groups despise.Social reality comprehension especific transports to remove the blindfold from this contexto, through social actors analysis.Reference period gipsies study was possible trough age society comprehension, examining periodical speech, gipsy action and what he represented for dominant group.For this purpose, Espírito Santo state journals were researched in this fixed period.Them, many gipsies representation were proved in studied age society where their apropriation significant contributed to invisible etnic minority in state.eng
dcterms.creatorDurante, Daniela Simiqueli-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2014-06-25-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqHistóriapor
dc.publisher.courseMestrado em Históriapor
dc.contributor.refereeLeite, Juçara Luzia-
dc.contributor.refereeFranco, Sebastião Pimentel-
dc.contributor.refereeDelboni, Tânia Mara Z. Guerra Frizzera-
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5852_pesquisa.pdf2.86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.