Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3511
Título: O Sigma Sob Suspeita: a Polícia Política e a Repressão ao Integralismo no Espírito Santo (1933-1942)
Autor(es): STANGER, D.
Orientador: FAGUNDES, P. E.
Palavras-chave: Ação Integralista Brasileira (Partido político)
Esp
Santo
Data do documento: 7-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: STANGER, D., O Sigma Sob Suspeita: a Polícia Política e a Repressão ao Integralismo no Espírito Santo (1933-1942)
Resumo: O presente trabalho analisa uma parte da História Política do Espírito Santo, inserida, principalmente, no período do governo de João Punaro Bley, que esteve no comando do estado entre os anos de 1930 a 1943 sendo que nosso recorte temporal está estabelecido entre os anos de 1933 a 1942. A delimitação temporal foi estipulada com base no corpus documental medular de nossa pesquisa arquivos da Polícia Política, mais conhecida como Delegacia de Ordem Política e Social (DOPS). Essa documentação trata especificamente da Ação Integralista Brasileira no Espírito Santo, sendo que parte foi produzida pela própria instituição policial e a outra foi apreendida quando se iniciou a repressão oficial ao movimento. A escolha da data inicial (1933) se deve ao fato de nesse ano ter ocorrido a fundação do primeiro núcleo da Ação Integralista Brasileira no estado do Espírito Santo, enquanto o marco final (1942), foi a guerra declarada pelo Brasil contra os países membros do Eixo (Alemanha, Itália e Japão), o que acarretou nova repressão aos antigos membros do movimento Integralista e consequente produção de uma série de prontuários que identificam os ex-integrantes da AIB no estado. A repressão ao Integralismo em 1942 se justificou devido o caráter do movimento, inspirado nos princípios do fascismo europeu, base dos regimes das nações do Eixo. Mas antes que a AIB ganhasse o status de inimigo do governo de Getúlio Vargas, o que aconteceu no ano de 1938, em consequência de golpe malograda contra o referido líder político, os mesmos tiveram, no decorrer da década de 1930, amplo vulto no cenário político nacional, bem como no local. Além do mais, a AIB era aliada do regime, principalmente no combate ao comunismo. A dissertação busca analisar a construção de um discurso anti-integralista através dos documentos apreendidos e produzidos pela Delegacia de Ordem Política e Social, bem como construir um panorama sobre a organização e atuação da Ação Integralista Brasileira no Espírito Santo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3511
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5853_O Sigma sob suspeita20140812-144750.pdf1.72 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.