Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3520
Título: Joaquim Nabuco : pan-americanismo, circulações de representações e relações de poder (1905-1910)
Autor(es): Fabriz, Larissa Milanezi
Orientador: Leite, Juçara Luzia
Data do documento: 27-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A dissertação discute as representações de pan-americanismo que Joaquim Nabuco pretendeu fazer circular através da estratégia da retórica pan-americanista enquanto ocupou o cargo de embaixador brasileiro em Washington entre 1905 e 1910. Trata-se de um contexto em que o Ministério das Relações Exteriores teve o objetivo de direcionar as ações diplomáticas para o continente americano, atribuindo uma atenção diferenciada aos Estados Unidos da América. Nesse contexto analisa-se como Nabuco criou e se aproveitou de espaços de sociabilidade como banquetes políticos, conferências em centros universitários norte-americanos e do periódico Revista Americana para divulgar a imagem de Brasil como país pacífico, líder sulamericano e possível aliado dos Estados Unidos no sentido de promover uma nação pan-americana no continente. Voltamos a atenção igualmente para outros representantes da intelectualidade americana, que se apropriaram das representações divulgadas por Nabuco, no sentido de pensar as questões do continente e promover sua modernização e equilíbrio no sentido do alcance da paz. Foram utilizadas como fontes desta dissertação os discursos que Nabuco proferiu em banquetes políticos e nas universidades de Washington, Yale e Wiscosin;artigos publicados a respeito do diplomata no Washington Post e no The New York Time, os artigos de Nabuco e outros representantes da intelectualidade sul-americana publicados na Revista Americana, as Atas do Conselho de Estado entre 1820 e 1910 e os ofícios diplomáticos enviados pelo diplomata ao Ministro das Relações Exteriores. Nesses documentos buscou-se compreender de que modo Joaquim Nabuco traçou estratégias no sentido de possibilitar uma aproximação entre Brasil e Estados Unidos.
The following dissertation discuss the pan-Americanism representations that the brazilian Joaquim Nabuco intended to circulate by using the rhetoric as strategy while occupied the role of brazilian ambassador in Washington between the years of 1905 and 1910. It was a context in which the Foreign Relations Ministry had the purpose of orientate the diplomatic actions to the American continent and privilege the approximation with the United States of America. The text analyses how Nabuco created and took advantage of spaces of sociability such as political banquets, conferences at the north-American universities and the periodical Revista Americana to spread the image of the country Brazil as pacific, south American leader and possible ally of United States to further a Pan-American nation in the continent. The appropriations of those representations by other American intellectuals were studied to realize how they thought the continent issues to foment its modernization and balance with the purpose to guarantee the peace. The historical sources used in this research were the speeches written and spoken by Joaquim Nabuco at political banquets and conferences, news from the New York Times and The Washington Post, articles published by Joaquim Nabuco and other intellectuals at the Revista Americana, minutes of the brazilian state board and the diplomatic missives sent by the diplomat to the Foreign Relations Ministry. These sources were used to comprehend how Joaquim Nabuco formulate strategies to make possible an approach between Brazil and United States of American.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3520
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5862_Dissertação de Mestrado - Larissa Milanezi Fabriz.pdf763.36 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.