Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3521
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGil, Antonio Carlos Amador-
dc.date.accessioned2016-08-29T14:12:12Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T14:12:12Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3521-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectZapatista movementeng
dc.subjectIndigenous ethnic identitieseng
dc.subjectEthnicityeng
dc.titleA identidade étnica indígena no discurso político do movimento zapatista : a voz do "Viejo Antonio" (1994-1998)por
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc93/99-
dc.subject.br-rjbnViejo Antonio, -1994por
dc.subject.br-rjbnExército Zapatista de Libertação Nacional (México)por
dc.subject.br-rjbnÍndios do México - Identidade étnicapor
dc.subject.br-rjbnEtnologiapor
dc.subject.br-rjbnIdentidadepor
dcterms.abstractO EZLN ou Exército Zapatista de Libertação Nacional emergiu no cenário mexicano, a partir de 1994, e transformou-se em um movimento social organizado em torno das identidades étnicas indígenas do estado de Chiapas. Desde sua aparição pública, os zapatistas se comunicaram com a sociedade civil e seus simpatizantes através de comunicados oficiais, cartas, contos e histórias que foram publicados em jornais, internet e demais suportes de comunicação. As principais vozes discursivas do movimento são representadas pelo CCRI-CG (Comitê Clandestino Revolucionário Indígena Comandância Geral) e pelo Subcomandante Marcos (um dos porta-vozes do movimento). Nossa pesquisa analisou os contos escritos por Marcos, no qual seu principal protagonista foi o Viejo Antonio, personagem que relata os aspectos míticos, políticos e sociais do mundo indígena de origem maia. Além disso, nos interessou compreender essa produção discursiva como expressão da etnicidade indígena zapatista, levando em consideração os seus processos de produção e enunciação e a operacionalização dos ―sinais diacríticos da identidade étnica‖ nos contextos interrelacionais desses sujeitos com o Estado e a sociedade civil mexicana. Nossa análise documental privilegiou os contos e histórias publicadas entre os anos de 1994 e 1998.por
dcterms.abstractThe EZLN or Zapatista Army of national liberation emerged in the Mexican scenery from 1994, and became a social movement organized around the indigenous ethnic identities of the state of Chiapas. Since their public appearance, the zapatistas communicated with civil society and their sympathizers through bulletins, letters, tales and stories that were published in newspapers, internet, and other means of communication. The main discursive voices of the movement are represented by the CCRI-CG (clandestine revolutionary indigenous Committee-General Commanding) and by the assistant commandant Marcos (one of the spokeman of the movement). Our research has examined the tales written by Marcos, in which its main protagonist was ViejoAntonio, a character who reports the mythic, political and social aspects of the world of indigenous Mayan origin. In addition, it was interesting to understand this discursive production as an expression of the zapatista indigenous ethnicity, taking into consideration their production processes and enunciation and operacionalization of the ―diacritics signals of the ethnic identity‖ in interrelation contexts of these people with the State and with Mexican civil society. Our documentary analysis has opted for the tales and stories published between the years of 1994 and 1998.eng
dcterms.creatorVitali, Marcela Araújo-
dcterms.formatText-
dcterms.issued2014-08-06-
dcterms.languageporpor
dcterms.subjectEZLNpor
dcterms.subjectMovimento zapatistapor
dcterms.subjectEtnicidadepor
dcterms.subjectIdentidades étnicas indígenaspor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqHistória-
dc.publisher.courseMestrado em Históriapor
dc.contributor.refereeBittencourt, Libertad Borges-
dc.contributor.refereeRibeiro, Luiz Cláudio Moisés-
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5863_Dissertação (Marcela Vitali) versão final.pdf1.8 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.