Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3524
Título: A paz pelo caminho da lei : Juan Bautista Alberdi e o pensamento político hispano-americano do século XIX
Autor(es): Silva, Tito Souza da
Orientador: Santos, Fábio Muruci dos
Data do documento: 10-Abr-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Estuda o pensamento político de Juan Bautista Alberdi (1810-1884), um dos principais intelectuais da América Hispânica, membro da chamada Geração de 37. Destaca os seguintes aspectos dos escritos dessa geração: os argumentos que compunham o chamado ‘conceito genético da nação’, a importância da religião cristã, e a crítica ao governo de Juan Manuel de Rosas. Analisa a obra Bases, ressaltando os seguintes princípios: a importância da imigração para a educação das massas; liberdade civil para o desenvolvimento industrial e comercial do país; liberdade política limitada, e a necessidade de um executivo forte. Refuta a interpretação que entende o pensamento hispano-americano como um ‘desvio’ do liberalismo europeu, estabelecendo um paralelo entre o pensamento de Alberdi com o de liberais europeus, como Montesquieu e Adam Smith. Em seguida, analisa a obra El crimen de la guerra, onde Alberdi propõe a criação de um povo-mundo a partir do comércio e dos princípios morais do cristianismo. Ressalta a presença da religião cristã no liberalismo clássico, a fim de demonstrar que isso não é um elemento específico do pensamento de Alberdi.
It studies the political thought of Juan Bautista Alberdi (1810-1884), one of the main intellectuals of the Hispanic America, member of the so called Generation 37. It outstands the following aspects of that generation's writings: the arguments that comprised the so called 'genetic concept of nation', the importance of the christian religion, and the criticism to Juan Manuel de Rosas's government. It analyzes the work ‘Bases’, highlighting the following principles: the importance of immigration for the education of the masses, the civil freedom for the country's industrial and commercial development, the limited political freedom, and the need of a strong executive. It refutes the interpretation that understands the Hispanic-American thought as a 'detour' from the European liberalism, establishing a parallel between Alberdi's thought with the European liberals', such as Montesquieu and Adam Smith. Then, it analyzes the work El crimen de la guerra, where Alberdi proposes the creation of a povo-mundo up from the trade and from the moral principles of christianity. It highlights the christian religion’s presence in the classical liberalism, in order to demonstrate that it is not a specific element of Alberdi's thought.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3524
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5870_tito dissertação.pdf890.51 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.