Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3676
Título: HEGEL, SPINOZA E O INDIVÍDUO: FRAQUEZA OU FORTALEZA?
Autor(es): SILVA NETO, J. G.
Orientador: LUCHI, J. P.
Palavras-chave: Spinoza
Hegel
Indivíduo
Começo
Absoluto
Método
Ética
Data do documento: 26-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA NETO, J. G., HEGEL, SPINOZA E O INDIVÍDUO: FRAQUEZA OU FORTALEZA?
Resumo: O presente trabalho apresenta um debate de cunho ontoteológico que envolve os autores G.W.F Hegel e Baruch Spinoza. Hegel é autor de um capítulo em uma de suas obras mais extensas, as Lições sobre a História da Filosofia, de uma crítica veemente à Spinoza, seu predecessor à quem, por outro lado, deve uma declarada estima. Por essa razão buscou-se balizar as posições de ambos os autores no tocante da relação do indivíduo com o absoluto, em vias de uma redenção do sistema de Spinoza, por meio do encontro do conceito de individualidade em sua efetividade, às vistas de Hegel. Nosso trabalho dedicou-se majoritariamente à uma análise metodológica crítica que levou cada um dos autores ao nosso objeto de estudo, o indivíduo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3676
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8557_Dissertação_José Garajau.pdf1.06 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.