Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3685
Título: Diálogos com o Sagrado. O Novo Humanismo em Mircea Eliade
Autor(es): QUEIROZ, R. D.
Orientador: COSTA, Ricardo da
Palavras-chave: Metafísica
Ontologia
Sagrado
Humanismo
Mircea Eliade
Data do documento: 2-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: QUEIROZ, R. D., Diálogos com o Sagrado. O Novo Humanismo em Mircea Eliade
Resumo: A proposta da presente pesquisa é apresentar o Novo Humanismo de Mircea Eliade (1907-1986). Para isso, analisamos o contexto histórico em que ocorreram as pesquisas e o posicionamento crítico do filósofo romeno, período em que o homem moderno foi orientado por uma Weltanschauung racionalizante e dessacralizante, onde a experiência do sagrado foi reduzida a uma dimensão primitiva da mentalidade humana. Eliade interpretou essa postura secularizante como a principal responsável pela crise existencial do homem moderno que se revelou na angústia e no niilismo de seu modo de ser. Nesse sentido, a crise humana é uma crise, sobretudo, ontológica. Diante disso, Eliade ofereceu um novo paradigma para a elaboração de um Novo Humanismo, que consiste essencialmente na redescoberta da experiência do sagrado. Contudo, devido ao processo de racionalização e do abandono de um ritmo de vida cosmicizado, o homem moderno esqueceu o acesso à suas raízes. A saída para se recuperar do esquecimento do ser e do provincianismo cultural se encontra no diálogo intercultural entre o Ocidente e as civilizações do Oriente, marcadas ainda por uma visão de mundo religiosa, diálogo esse que só pode ocorrer hermeneuticamente por meio de uma linguagem simbólica capaz de entender o universo religioso. Dessa forma, a problemática que nos guiará nessa pesquisa se resume a uma possível contribuição da experiência do sagrado na formulação de um novo modelo cultural e humanista face a uma civilização secularizada. Com efeito, para compreender a experiência do sagrado, teremos que refletir a respeito de seu próprio significado, do homo religiosus, e seu modo de ser diante do espaço e do terror da História.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3685
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9328_DISSERTAÇAO PPGFIL Rodrigo Danubio Queiroz.pdf3.46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.