Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3685
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCosta, Ricardo Luiz Silveira da-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:08:30Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:08:30Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3685-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectMetaphysicseng
dc.subjectOntologyeng
dc.subjectSacredeng
dc.subjectHumanismeng
dc.titleDiálogos com o sagrado : o novo Humanismo de Mircea Eliadepor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc101-
dc.subject.br-rjbnEliade, Mircea, 1907-1986-
dc.subject.br-rjbnMetafísicapor
dc.subject.br-rjbnOntologiapor
dc.subject.br-rjbnHumanismopor
dc.subject.br-rjbnReligiãopor
dc.subject.br-rjbnSagrado, Opor
dcterms.abstractA proposta da presente pesquisa é apresentar o Novo Humanismo de Mircea Eliade (1907-1986). Para isso, analisamos o contexto histórico em que ocorreram as pesquisas e o posicionamento crítico do filósofo romeno, período em que o homem moderno foi orientado por uma Weltanschauung racionalizante e dessacralizante, onde a experiência do sagrado foi reduzida a uma dimensão primitiva da mentalidade humana. Eliade interpretou essa postura secularizante como a principal responsável pela crise existencial do homem moderno que se revelou na angústia e no niilismo de seu modo de ser. Nesse sentido, a crise humana é uma crise, sobretudo, ontológica. Diante disso, Eliade ofereceu um novo paradigma para a elaboração de um Novo Humanismo, que consiste essencialmente na redescoberta da experiência do sagrado. Contudo, devido ao processo de racionalização e do abandono de um ritmo de vida cosmicizado, o homem moderno esqueceu o acesso à suas raízes. A saída para se recuperar do esquecimento do ser e do provincianismo cultural se encontra no diálogo intercultural entre o Ocidente e as civilizações do Oriente, marcadas ainda por uma visão de mundo religiosa, diálogo esse que só pode ocorrer hermeneuticamente por meio de uma linguagem simbólica capaz de entender o universo religioso. Dessa forma, a problemática que nos guiará nessa pesquisa se resume a uma possível contribuição da experiência do sagrado na formulação de um novo modelo cultural e humanista face a uma civilização secularizada. Com efeito, para compreender a experiência do sagrado, teremos que refletir a respeito de seu próprio significado, do homo religiosus, e seu modo de ser diante do espaço e do “terror da História”.por
dcterms.abstractThe purpose of this research is to present the New Humanism from the thought of Mircea Eliade (1907-1986). For this, we analyze the historical context in which occurred the research and the critical position of the romanian philosopher, during which modern man was guided by a rationalizing and dessacralizing Weltanschauung, where the experience of the sacred has been reduced to a primitive dimension of human mentality. Eliade interpreted this secularizing stance as the main responsible for the existential crisis of modern man who revealed himself in trouble and the nihilism of his way of being. In this sense, the humanitarian crisis is a crisis, above all, ontological. Thus, Eliade offered a new paradigm for the development of a New Humanism, which essentially consists in rediscovering the sacred experience. However, due to the process of rationalization and abandonment of a life rhythm connected to the cosmos modern man forgot access to its roots. The output to recover from forgetfulness of being and cultural provincialism is intercultural dialogue between the West and the civilizations of the East, still marked by a religious worldview, such dialogue can only occur hermeneutically through a symbolic language capable to understand the religious universe. Thus, the problem that will guide us in this research comes down to a possible sacred experience of the contribution in the formulation of a new cultural and humanistic model in the face of a secularized civilization. Indeed, to understand the experience of the sacred, we must reflect on its own meaning, homo religiosus, and his way of being on space and "terror of History".eng
dcterms.creatorQueiroz, Rodrigo Danúbio-
dcterms.issued2015-12-02-
dcterms.languageporpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Filosofiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqTexteng
dc.subject.cnpqFilosofiapor
dc.publisher.courseMestrado em Filosofiapor
dc.contributor.refereeAlmeida Junior, José Benedito de-
dc.contributor.refereeBotter, Barbara-
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9328_DISSERTAÇAO PPGFIL Rodrigo Danubio Queiroz.pdf3.46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.