Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3713
Título: Memória e Produção Discursiva do Sentido: a Mulher - Professora em Foco nos Jogos Enunciativos
Autor(es): MUZZI, K. P.
Orientador: Abrahão, Virginia Beatriz Baesse
Palavras-chave: Linguagem e História
Análise do discurso
Memória
Produção
Data do documento: 18-Mai-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MUZZI, K. P., Memória e Produção Discursiva do Sentido: a Mulher - Professora em Foco nos Jogos Enunciativos
Resumo: Este estudo focaliza o campo do enunciável, construído e partilhado historicamente, no espaço interdiscursivo, pela mulher-professora. Partimos do pressuposto de que os processos de produção e circulação de sentidos estão ligados à memória. A premissa mais representativa quanto à natureza desse discurso é que a memória está exposta aos efeitos dos acontecimentos sócio-históricos, o que a torna susceptível a regularizações e desregularizações enunciativas concomitantes. Como resultado desse jogo de força entre os enunciados, os sentidos entram em um processo de constante re-atualização. O objetivo da pesquisa limita-se a observar alguns jogos enunciativos realizados pela mulher-professora e apreender os sentidos decorrentes da articulação entre os enunciados. O corpus é composto de textos produzidos por professoras em um projeto de formação continuada, e a análise dos dados, de caráter descritivo-interpretativo, fundamentou-se no seguinte: (1) as noções de Michel Pêcheux (2007) sobre o papel da memória na produção discursiva do sentido, (2) a materialidade repetível do enunciado, segundo Michel Foucault (1995), e (3) a proposta metodológica de Pierre Achard (2007) sobre o funcionamento dos implícitos. Na análise dos enunciados mapeados, foram detectadas seis regularizações enunciativas, que se materializam intradiscursivamente nos textos do corpus, tomados em conjunto. Foram, enfim, observados seis processos discursivos de produção de sentidos, que delineiam de forma não linear nem homogênea a mulher-professora e sua prática docente, a partir de suas próprias enunciabilidades, e confirmam uma memória discursiva lá inscrita. Palavras-chave: Linguagem e História. Análise do discurso. Memória. Produção discursiva do sentido.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3713
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_3454_DISSERTAÇÃO KARLA PERIM MUZZI.pdf887.05 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.