Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3719
Título: A POLIDEZ INDICIANDO A MULTIFUNCIONALIDADE DO VERBO ACHAR
Autor(es): SANTOS, J.
Orientador: ROCHA, L. H. P.
Palavras-chave: polidez
preservação de face
gramaticalização
Data do documento: 14-Abr-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, J., A POLIDEZ INDICIANDO A MULTIFUNCIONALIDADE DO VERBO ACHAR
Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo analisar a multifuncionalidade do verbo achar, sob uma perspectiva sincrônica e para tanto testamos essa hipótese no corpus do Português Falado na cidade de Vitória (PORTVIX). Neste trabalho, tomamos como ponto de partida os estudos funcionalistas que discutem, dentre outras coisas, a mudança semântica de itens lexicais como sendo um processo de gramaticalização. Nosso olhar toma por base os estudos de Traugott e Dasher (2005) que versam sobre o processo de gramaticalização, apontando o conceito de subjetividade dentro desta perspectiva. Isso se deu por observarmos que o falante ao fazer uso do verbo achar expressa sua individualidade, coloca sua opinião no discurso e, também, convida o interlocutor a assumir com ele sua visão. Acreditamos que o verbo achar é uma expressão de polidez e, de acordo com o corpus, muito mais utilizada por falantes com curso superior. A hipótese é a de que isso ocorre por haver a necessidade de preservação de face, isto é, por muitas vezes afastar-se de um comprometimento com suas declarações ou ainda não prejudicar a própria imagem ou a do interlocutor. Este trabalho se justifica na medida em que ao seu término teremos um estudo sobre a multifuncionalidade do verbo achar no PORTVIX.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3719
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_3982_DISSERTAÇÃO JULIANA DOS SANTOS.pdf524.33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.