Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3738
Título: O Caráter Multifuncional de Verbos Volitivos do Português do Brasil em Gêneros Jornalísticos
Autor(es): BARONI, G. C.
Orientador: ROCHA, L. H. P.
Palavras-chave: Funcionalismo lingüístico
Gramaticalização de verbos
Verbo
Data do documento: 31-Mar-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BARONI, G. C., O Caráter Multifuncional de Verbos Volitivos do Português do Brasil em Gêneros Jornalísticos
Resumo: O funcionalismo contemporâneo é uma corrente de estudos lingüísticos que concebe a língua como um instrumento de interação social. Para os funcionalistas, a língua deve ser estudada a partir de situações comunicativas reais, orais ou escritas, tendo por base o seu uso pelos falantes. Fundamentada nessa teoria, esta dissertação destina-se à análise dos usos dos verbos volitivos querer, mandar, deixar, desejar, pedir e exigir em dois gêneros textuais do domínio discursivo jornalístico: o artigo de opinião e a entrevista, ambos da revista Veja. Entre os princípios centrais do funcionalismo, o da gramaticalização é o que norteia este trabalho. Concernente a esse princípio, está a proposta de Heine (1993) de que há diferentes estágios que caracterizam a trajetória de verbo pleno a marcador de Tempo, Aspecto e Modo (contínuo Verb-to-TAM) nas línguas. Esses estágios ao todo sete foram chamados pelo autor de Estágio A, Estágio B, e assim sucessivamente, até o Estágio G. Cada um deles possui diferentes características que podem apontar como o verbo tem sido usado pelos falantes. No início do contínuo, ou nos Estágios A e B, estão os verbos plenos. No final, ou nos Estágios F e G, estão o afixo ou a flexão. O auxiliar, por ser uma categoria intermediária, apresenta características de estágios intermediários entre o verbo pleno e a flexão. Assim, de acordo com essa proposta, analisamos os usos dos verbos volitivos querer, mandar, deixar, desejar, pedir e exigir e os classificamos em um dos sete estágios. A análise permite observar que um mesmo verbo pode apresentar usos distintos e, por essa razão, ser classificado em estágios distintos. É possível observar, ainda, que verbos de um mesmo grupo semântico (volitivo) estão em estágios diferentes do contínuo e, por esse motivo, exibem características diferentes de uso pelos falantes. Palavras-chave: Funcionalismo lingüístico. Gramaticalização de verbos. Verbos volitivos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3738
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5010_DISSERTACAO - Gabriela Baroni.pdf2.63 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.