Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3798
Título: A escrita e reescrita de artigos de opinião em sala de aula : idas e vindas de um processo
Autor(es): Tassan, Sabrina Pinto Ferraz
Orientador: Casotti, Janayna Bertollo Cozer
Data do documento: 26-Ago-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Saber agir verbalmente de modo protagonista, isto é, saber argumentar, posicionar-se de forma crítica, reconhecendo que os discursos são situados socio-historicamente, tem-se tornado essencial para atender a demandas de uma sociedade imersa em práticas de letramento institucionalizadas. Assim, esta pesquisa tem como tema a prática de leitura e produção de artigos de opinião em sala de aula e visa analisar metodologias que se propõem a auxiliar essas práticas de linguagem na escola básica. Desse modo, investigamos a produção do artigo de opinião como mecanismo para a reflexão acerca de temas polêmicos em discussão na sociedade, apoiados pela sequência didática, assim como pelo bilhete orientador, procedimento dialógico de apoio no processo de reescrita. Para isso, buscamos, primeiramente, as bases teóricas que fundamentam a concepção de gêneros textuaisdiscursivos, de acordo com Bakthin (2003), Marcuschi (2008); de sequência didática, segundo Dolz e Schneuwly (2010); de bilhete orientador (bilhetes textuais-interativos), conforme Ruiz (2010); de argumentação, de acordo com Charaudeau (2010); e de folhado textual, segundo Bronckart (2012). Nessa perspectiva, pretendemos analisar, a partir do contexto de produção de artigos de opinião produzidos por alunos do Ensino Médio, a primeira versão em cotejo com a segunda versão realizada no decorrer do processo de produção. Esse trabalho de análise permite-nos constatar como a leitura e a discussão do tema são primordiais para que a escrita possa efetivar-se como prática que auxilia na emancipação crítica do aluno, sobretudo por se tratar de um gênero que se organiza a partir de temas polêmicos e que requer, portanto, um posicionamento analítico e reflexivo.
Knowing how to verbally act in a protagonist way, in other words, knowing how to contend, position yourself critically, recognizing that the speeches are socially and historically placed, it has become essential in order to meet the demands of a society immerse in the institutionalized literacy methods. Thus, this research theme is the practice of reading and production of opinion articles in the classroom and aims to examine methodologies that purport to assist these language practices in primary school. Thus, we investigated the production of the opinion piece as a support mechanism for reflection on controversial issues under discussion in society, supported by didactic sequence, as well as the guiding ticket, dialogical procedure of support in the rewriting process. For this, we seek first the theoretical foundations that underlie the design of text - genres, according to Bakthin (2003), Marcuschi (2008); didactic sequence, by Dolz e Schneuwly (2010); advisor ticket (textual - interactive tickets) according to Ruiz (2010); argumentation, according to Charaudeau (2010); and Textual and rolling according Bronckart (2012). From this perspective, we intend to analyze, from the context of production of opinion articles produced by high school students, the first version in comparison with the second version performed during the production process. This analytical work allows us to see how reading and discussion of the topic are paramount to that writing can be effected as a practice that helps in critical emancipation of the student, especially because it is a genre that is organized based on themes controversial and therefore requires analytical and reflective positioning.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3798
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9081_Dissertação SabrinaFINAL_1.pdf1.25 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.